Tag

corrupção no pt

Browsing

paulo-bernardo-andre-dusek-estadao1

da Folhapress

A presidente Dilma Rousseff suspendeu a nomeação do ex-ministro Paulo Bernardo para a direção-geral brasileira de Itaipu Binacional. Segundo assessores presidenciais, a nomeação estava pronta na Casa Civil desde a semana passada, mas Dilma mandou segurar a indicação após o ex-ministro aparecer citado na Operação Lava Jato em um esquema de corrupção investigado no Ministério do Planejamento.

Auxiliares de Dilma já comunicaram ministros e dirigentes petistas sobre a decisão. A presidente quer esperar os desdobramentos das investigações da Lava Jato antes de confirmar o petista à frente de Itaipu.

lula-dirceu-dilma
Por Aldo Fornazieri

O risco imediato do impeachment foi afastado, embora a inoperância do governo e a ação de alguns conspiradores – notadamente Aécio Neves e Gilmar Mendes – sempre ameacem recolocá-lo na ordem do dia. Não foram as raquíticas manifestações da última quinta-feira que barraram o impeachment, mas a constatação, por parte de setores da elite e setores da oposição, de que seu custo político, econômico e social seria alto demais e de que o país poderia mergulhar num cenário de conseqüências imprevisíveis. Assim, foram as notas das Federações de indústrias, o editorial de O Globo, as manifestações de presidentes dos grandes bancos nacionais pedindo estabilidade, que barraram, ao menos temporariamente, o agravamento da crise política. Lula e o governo negociaram pelo alto, procuraram Sarney e outros setores, para construir um arranjo de concessões e garantias. Mesmo assim, a situação está tão frágil e existem tantos fios desencapados que a lerdeza do governo ou uma fagulha política qualquer podem precipitar o incêndio.

Claudio Dantas, na IstoÉ, mostra como Eletrolão envolve Dilma:

“Em julho de 2007, Dilma Rousseff reuniu alguns ministros num comitê que tinha como missão fixar novas metas para o programa nuclear brasileiro. Aficionada às questões do setor elétrico, Dilma puxou para si o papel de coordenadora do grupo. O trabalho resultou num plano que previa, dentre tantas metas ambiciosas, a conclusão das obras da usina nuclear de Angra 3, paralisadas nos anos 80. No comando operacional da empreitada estava o presidente da Eletronuclear, almirante Othon Pinheiro da Silva, que se tornou na semana passada o principal alvo da 16ª fase da Lava Jato. Embora o militar tenha surgido como a face mais visível do esquema, a PF tem elementos que podem fazer com que as investigações atinja outras personagens muito próximos da presidente Dilma. ‘É possível que a gente chegue aos políticos’, disse o delegado Igor Romario de Paula”.

Chegar aos políticos é quase um eufemismo. Ao mergulhar no setor elétrico, a PF vai bater na porta do Palácio do Planalto”.

requião-filho-stephanes-junior-620x466
O PT pode ser o patinho feio das eleições municipais no Paraná em 2016, diz o blogueiro Tupan. O PMDB, seu principal aliado no campo nacional, quer distância dos petistas principalmente nos maiores colégios eleitorais do Estado. Em Curitiba, Requião Filho e Stephanes Junior disputam a indicação, não contam com o PT que tem a vice do prefeito Gustavo Fruet (PDT), mas se sente rejeitado e pode lançar o deputado Tadeu Veneri na disputa.

corrupcao002

Em depoimento prestado à Polícia Federal, em Curitiba, ontem, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró negou que tenha recebido propina por contratos celebrados com a estatal e afirmou que a atual presidente da petroleira, Graça Foster, também transferiu imóveis para os filhos no Rio de Janeiro. Com informações da Veja.

O ex-diretor foi preso na madrugada desta quarta-feira após o Ministério Público ter detectado que ele continuava a praticar crimes e que tentava se desfazer do patrimônio em seu nome.

petrobras
O Globo revelou que estatal usou empresa de fachada para fazer a obra

Vinicius Sassine, Simone Iglesias, Isabel Braga e Catarina Alencastro, O globo

A Petrobras admitiu neste domingo que usou um escritório de contabilidade no Rio para constituir a empresa responsável pela construção da rede de gasodutos Gasene, cujos investimentos chegaram a R$ 6,3 bilhões. Depois de O GLOBO revelar na edição deste domingo que uma empresa de fachada foi criada para efetivar o negócio, a estatal divulgou uma nota em que reconheceu ter usado o escritório de contabilidade Domínio Assessores e o proprietário do escritório, Antônio Carlos Pinto de Azeredo, para fazer funcionar a Transportadora Gasene S.A., uma sociedade de propósito específico (SPE) criada exclusivamente para a construção do gasoduto.

odeb

Nesses dias de tensão total entre as empreiteiras envolvidas no escândalo da Petrobras, Marcelo Odebrecht (foto), o poderoso da maior construtora do país e amigo pessoal de Lula, conversou com o ex-presidente, que estava em Foz de Iguaçu, pelo telefone. Queria ouvir do ex-Chefe do Governo o que ele achava das prisões de dirigentes de empreiteiras e confessou que teme ter o mesmo destino. Lula desejou-lhe sorte e mutismo.