Tag

corrupção

Browsing

marin

d’O Globo:

Em uma ação conjunta das polícias dos Estados Unidos e da Suíça, sete dirigentes da Fifa foram presos nesta quarta-feira em um hotel em Zurique. Oito pessoas ainda foram indiciadas por corrupção. Os dirigentes estavam reunidos para a eleição para a presidência da entidade que pode dar a Joseph Blatter um quinto mandato. Segundo a rede BBC, entre os presos estão o brasileiro José Maria Marin, membro do comitê da Fifa; Jeffrey Webb, das Ilhas Cayman, chefe da confederação da Concacaf; o uruguaio Eugenio Figueredo, ex-presidente da Conmebol e vice-presidente da Fifa; Jack Warner, de Trinidad e Tobago, ex-vice-presidente da Fifa e ex-presidente da Concacaf; e Eduardo Li, presidente da Federação da Costa Rica, Costas Takkas, ex-secretário-geral da Federação de Futebol das Ilhas Cayman, Julio Rocha, presidente da Federação de Futebol da Nicarágua, e Rafael Esquivel, presidente da Federação Venezuelana de Futebol.

unnamed
Carlos Ohara, Folha de S. Paulo

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), disse neste sábado (16) que é “coisa de bandido” o relato do auditor da Receita estadual que acusa a campanha de reeleição tucana de ter sido abastecida por dinheiro desviado.

O auditor Luiz Antônio de Souza, preso em Londrina (PR), disse ao Ministério Público, em delação premiada, que a campanha de Richa recebeu cerca de R$ 2 milhões desviados do Estado.

Souza e outros 14 auditores e servidores públicos são acusados de cobrar propina de empresários e, em troca, reduzir ou até anular dívidas tributárias de empresas.

O governador Beto Richa (PSDB), em vídeo postado nas redes sociais, disse neste sábado, 16, que “o Paraná não aceita baixaria” sobre as acusações do auditor fiscal Luiz Antonio de Souza, preso e acusado de participar de um esquema de pedofilia e exploração sexual, flagrado em corrupção ativa no desvio de recursos do Estado. “Nas últimas semanas, eu fui alvo de ataques de todos os tipos, mas agora passaram do limite. Pegaram um criminoso, réu confesso, preso por abuso de menores, para me acusar sem nenhuma prova, coisa de bandido”, disse Beto Richa.

“O meu governo está sofrendo um campanha orquestrada, mas o Paraná não é bobo, sabe que há muitos interesses, principalmente políticos, tentando fazer um jogo sujo. Querem desviar o foco de problemas maiores, inventando acusações falsas”, completa.

d’O Globo:

Em discurso na entrega de casas em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a presidente Dilma Rousseff disse que a Petrobras “já deu a volta por cima”, referindo-se ao escândalo de corrupção desencadeado pela Operação Lava-Jato, e “está de pé”. Ela comentou sobre a estatal na entrega de 500 apartamentos do Programa Minha Casa, Minha Vida em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, e tentou tranquilizar os moradores da cidade onde está instalada a maior refinaria da estatal, a Reduc.

— Quero dizer a quem tem sua vida ligada à Petrobras que a empresa está de pé. Limpou o que tinha de limpar. Tirou aqueles que se aproveitaram dela para enriquecer seus próprios bolsos. Vocês podem ter certeza de uma coisa: a Petrobras não só já deu a volta por cima como hoje mostrou a que veio — disse Dilma.

governador beto richa durante reuniao com secretarios de estado

O governador Beto Richa determinou nesta quinta-feira (26) novas medidas que ampliam a transparência dos atos da administração estadual e fortalecem os mecanismos internos de fiscalização e controle na aplicação dos recursos públicos. “Fazemos um governo aberto e transparente,que prima pela honestidade e boa aplicação dos recursos.E vamos avançar ainda mais nessa importante área”, disse Beto Richa na reunião com o secretariado do governo.

“Sou intolerante com desvio de conduta e toda denúncia que for consistente deve ser investigada. Por isso é prioritário que o governo amplie as suas ferramentas de controle”, destacou. Richa reforçou a importância da atuação da Controladoria Geral do Estado e afirmou que é essencial que as secretarias e demais órgãos do Estado tenham equipes qualificadas para responder pelos dados de cada área.

C

O Governo do Paraná, por meio da Controladoria Geral do Estado, está criando uma série de mecanismos para que os cidadãos possam denunciar casos de corrupção em órgãos do Executivo. Quem detém informações de agentes públicos envolvidos nessas situações já pode fazer a denúncia pelo 0800 41 11 13.

Também estão sendo elaborados um site, um e-mail e uma página no Facebook que funcionarão como um canal direto entre a população e governo estadual. “Levando em conta o ditado popular que diz que ‘onde há fumaça, há fogo’, vamos analisar todos os casos e criar um banco de dados para termos acesso e apurar com seriedade essas denúncias”, explica o controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo de Moura.

De acordo com Moura, as informações poderão ser repassadas de forma anônima, para não comprometer quem denuncia. “Desde o início de sua gestão, o governador Beto Richa tem se comprometido com a transparência no Executivo. Nossa proposta é dar uma resposta rápida ao cidadão e contribuir com o combate à corrupção nos órgãos públicos”, ressaltou.

A página no Facebook e o e-mail para fazer as denúncias serão divulgados nesta segunda-feira (23).

FHC1

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) rebateu a afirmação da presidente Dilma Rousseff (PT) de que a corrupção é uma senhora idosa no Brasil. Em entrevista à Globo News, disse que o escândalo de corrupção na Petrobras traz à tona algo completamente novo em termos de corrupção praticada no País, em que uma organização de pessoas estabeleceu um sistema de sustentação de partidos e ligação a empresas para abastecer os caixas das legendas. “Isso é um fato novo. Essa corrupção não é uma senhora idosa, é uma mocinha, um bebê quase”, disse o tucano. As informações são da Agência Estado.

images

do Ricardo Noblat:

A corrupção, esta velha senhora que circula por toda parte como disse a presidente Dilma Rousseff…

Não importa que Dilma tenha se limitado a repetir o que ouviu de um assessor inteligente – a imagem da corrupção como uma velha senhora.

Fez bem em usá-la. É uma imagem feliz.

Só não sei por que os coleguinhas não aproveitaram para perguntar a Dilma, em sua versão o mais próxima possível da humildade, se ela, desde que ligou sua vida à Petrobras, nunca se deu conta da presença por ali da velha senhora.

Sim, porque na versão “dona da verdade” ou “a última palavra é minha”, Dilma jamais deixou que alguém se aproximasse da Petrobras sem a sua licença.

Foi assim como ministra das Minas e Energia. Como chefe da Casa Civil da presidência da República. Como presidente do Conselho de Administração da Petrobras. E como presidente da República.

Foto: Roberto Custódio/ Jornal de Londrina
londrina -JL

Dois londrinenses são personagens centrais de quatro escândalos de corrupção, incluindo a Lava Jato: o doleiro Youssef e o ex-deputado Janene.

de Katna Baran e Amanda Audi, Gazeta do Povo:

Uma teoria formulada em 1967 pelo psicólogo norte-americano Stanley Milgram prega que são necessários no máximo seis laços para que duas pessoas quaisquer, aparentemente distantes, estejam ligadas entre si. Desde então, cientistas se debruçam sobre esse estudo e alguns deles chegaram a concluir que a quantidade de passos para se chegar a alguém, atualmente, pode ser ainda menor, muito em função das redes sociais.

Se fosse possível aplicar a teoria dos seis graus de separação em escândalos políticos, provavelmente o esquema revelado pela Operação Lava Jato, que vai completar um ano de investigações neste mês de março, seria o experimento ideal para corroborar o estudo de Milgram. E o local escolhido para o início da pesquisa científica seria Londrina. A principal cidade no Norte do Paraná abrigou pelo menos duas peças-chaves do esquema da Lava Jato: o doleiro Alberto Youssef, hoje preso, e o ex-deputado José Janene, morto em 2010.

doatico180612

Artigo de Doático Santos

Primeiro eles criaram o maior esquema de corrupção já visto no país, indo do mensalão ao assalto da Petrobras. Agora para desviar o foco do mar de lama que cerca o partido programam greves e manifestações pelo país.

Este é o legado do PT no poder. No Paraná, infiltrados na agitação da greve dos professores patrocinam ato vergonhoso de vandalismo tentando impedir votação no plenário da Assembleia Legislativa. Ao invés de manifestação de professores (as), concentração transformou-se em selvageria de fazer inveja aos black blocs.