Tag

crescimento

Browsing

d’O Globo:

Após reunião no Palácio do Planalto com a presidente Dilma Rousseff, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que apesar da revisão da meta de superávit primário, anunciada na semana passada, o governo espera retomada do crescimento econômico no último trimestre deste ano e já vê sinais de recuperação em alguns setores. Com a revisão da meta, o governo irá reiniciar o diálogo com lideranças da base aliada no Congresso para ver aprovado o projeto de lei com o novo número, que passou de 1,1% do PIB para 0,15% do PIB.

— Apesar de o resultado primário ficar abaixo do que inicialmente prevíamos, ainda assim é uma trajetória de elevação do resultado primário. Que é consistente, de um lado, com a responsabilidade fiscal, porque isso vai estabilizar e depois reduzir o endividamento do governo, e também é uma estratégia de responsabilidade social. É compatível com a manutenção dos principais programas do governo e com a recuperação da economia, que nós esperamos que já comece a acontecer a partir do final deste ano, a partir do último trimestre de 2015 e ganhe força a partir do ano que vem — disse Nelson Barbosa.

IBC-Br divulgado nesta quinta-feira mostra que país teve contração de 1,07% em março

d’O Globo:

Famílias com renda mais apertada e indústria retraída pela queda do consumo fizeram com que a economia encolhesse 0,81% no primeiro trimestre deste ano. Somente em março, a retração foi ainda mais forte: 1,07%, de acordo com os cálculos do Banco Central, divulgadas nesta quinta-feira. As contas já consideraram as mudanças metodológicas do cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) feitas pelo IBGE.

A receita nominal do setor de serviços no Paraná cresceu 6,3% de janeiro a outubro de 2014, mesmo índice de aumento registrado no Brasil, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta terça-feira (16.12). A pesquisa abrange o segmento empresarial não financeiro, excluindo os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado.

crescimento econ.

Os rumores do início da semana da acirrada disputa eleitoral fizeram os analistas e investidores do mercado financeiro voltarem atrás e reduzirem a expectativa de crescimento da economia que havia sido elevada há sete dias. A nova estimativa agora é de 0,27% ante 0,28% anunciada na semana passada. Os números são do Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central. Informações do Jornal do Brasil.

A inflação, de acordo com os analistas, deve fechar o ano em 6,45%. A taxa básica de juros (Selic) atingirá 11% ao ano na mesma comparação. O valor do dólar alcançará R$ 2,40. Os preços administrados, como as tarifas de energia elétrica, que sofrem influência do governo, passam a ter o crescimento estimado em 5,15%.

O Paraná entrou na quarta semana de maio só com boas notícias no campo econômico. Números da CNI, IBGE e Itaú Unibanco apontam a ampliação na criação de empregos industriais e o crescimento da economia acima da média nacional.

De acordo com estimativa feita pela Confederação Nacional da Indústria, o Paraná deve criar 161 mil empregos industriais de 2013 a 2015. Dessas, cerca de 50 mil serão abertas neste ano. Já o IBGE aponta que o Estado é o no país a aumentar, consecutivamente, os empregos na indústria nos últimos 18 meses.