Tag

crise política

Browsing

facebook-dilma-e-lula

A presidente Dilma Rousseff recebeu na manhã de, hoje,sábado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para um café da manhã no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente da República.Conversa clara para estabelecer uma estratégia conjunta diante da crise política que ameaça o governo e o próprio Lula.

“Para Lula, a presidente não deve deixar que a Lava Jato domine a “agenda” do País. Além disso, ele acha que Dilma e a equipe econômica devem bater na tecla do “pós-ajuste”, destacando que tudo está sendo feito para retomar o crescimento econômico.

Lula e Dilma definiram uma agenda de viagens a partir da próxima semana. O roteiro começará por cidades do Nordeste. O ex-presidente irá a Pernambuco e ela, ao Rio Grande do Norte.

noticias-2015-08-1438400549

A senadora Gleisi Hoffmann cumpriu agenda no Norte Pioneiro nesta sexta-feira, dia 31.De manhã, esteve em Cambará para entrega de 199 casas do Programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal acompanhada do prefeito João Mattar(PSB).À tarde,visitou a Agrojac (Associação de Produtores de Jacarezinho, Instituto Federal e Universidade Estadual do Norte do Paraná(UENP), junto da ex-prefeita Tina Toneti(PT).No começo da noite,a ex-Ministra do Gabinete Civil da Presidência da República fez nova visita de cortesia ao npdiario , em Santo Antônio da Platina.Na ocasião, fez declarações políticas fortes.

Gleisi tomou lanche com profissionais do jornal,com o presidente da câmara de vereadores Valdir Domingos de Souza(PSB), a secretária-executiva da Amunorpi(Associação dos Municípios do Norte Pioneiro), Tânia Dib, e assessores, como Arilson Chiorato.

requião-filho-stephanes-junior-620x466
O PT pode ser o patinho feio das eleições municipais no Paraná em 2016, diz o blogueiro Tupan. O PMDB, seu principal aliado no campo nacional, quer distância dos petistas principalmente nos maiores colégios eleitorais do Estado. Em Curitiba, Requião Filho e Stephanes Junior disputam a indicação, não contam com o PT que tem a vice do prefeito Gustavo Fruet (PDT), mas se sente rejeitado e pode lançar o deputado Tadeu Veneri na disputa.

O mar de Dilma Rousseff não está para peixe. Agora ela tem a oposição de antigos aliados, como os líderes do PMDB, Eduardo Cunha e Renan Calheiros, de partidos e facções de esquerda, como o PSTU, e para culminar, das centrais sindicais que a ajudaram a se eleger, Ou seja, a base de sustentação da presidente foi para o espaço. Leia a nota conjunta das centrais para avaliar o desastre.

NOTA CONJUNTA DA CUT, FORÇA, UGT, CTB, NCST e CSB

“As centrais sindicais brasileiras – CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB – vêm a público manifestar posição contrária à política econômica do governo, caracterizada pela elevação da taxa básica de juros e o aperto fiscal.

o-presidenciavel-ze-maria-pstu-defendeu-criticas-de-seu-programa-ao-governo-fhc-1282772500824_615x300

A moçada que defende a queda da presidente Dilma Rousseff –liberais, conservadores, democratas — ganhou novo e surpreendente aliado: o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados, o PSTU, da extrema esquerda. Com informações da CartaCapital.

José Maria de Almeida, conhecido como Zé Maria, presidente nacional do PSTU, defende que primeiro deve-se romper com o governo Dilma para depois defender os trabalhadores e lutar contra a direita: “ou nós estamos contra o governo, dispostos a ajudar nossa classe a lutar para derrubá-lo, para parar de vez os seus ataques ou nós vamos estar no campo desse governo com o argumento de que nós estamos lutando contra o golpe de direita”.