Tag

debate

Browsing

romanelli-e-veneri

da Banda B:

Dia sim, outro também, lá estão os dois no plenário da Assembleia Legislativa trocando farpas e apresentando posições quase sempre opostas. O líder do governo Beto Richa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) e o líder da oposição, deputado Tadeu Veneri (PT), seriam inimigos ou apenas adversários? É o que você confere no programa Rádio Banda B Debate que vai ao ar excepcionalmente* neste sábado (11), às 11 horas.

rossoni e requiao2

Diante das críticas do senador Roberto Requião (PMDB) à reforma do sistema previdenciário durante Audiência Pública realizada na Câmara hoje (28), o deputado federal Valdir Rossoni (PSDB) contestou os argumentos do peemedebista e mostrou que a origem da crise no sistema previdenciário vem desde os anos 90.

A fala de Rossoni é o que segue:

“- A história de dilapidação do sistema de previdência do Estado por parte do ex-governador Requião é antiga;

– Em 5 de outubro de 1993, o governador aposentado extinguiu o Fundo de Previdência existente e reverteu todos os valores para o caixa do governo. Gastou todo esse montante em outros itens que não em aposentadorias;

– Em 1998, o então governador Jaime Lerner criou a Parana Previdência;

– Em 2010, ao sair do governo, Requião entregou o Fundo de Previdência com um desequilíbrio de R$ 9 bilhões;

– Relatório do TC de 2008 apontou que o Estado, governado por Requião, não havia feito as contribuições patronais, que deveriam ter iniciado em maio de 2005;

– Deixou ainda uma dívida em relação ao não repasse da taxa de administração da Parana Previdência de R$ 100 milhões;

– Desde 2007, o TC apontava ressalvas e notificava o Estado em relação a prestação de contas da Paraná Previdência;

– Já o Governador Beto Richa reequilibrou todo o sistema previdenciário e promoveu o equilíbrio atuarial do fundo capitalizado pelo Estado, cumprindo determinações do Ministério da Previdência Social e do TC.”

sergiomoro j

de Leonel Rocha, Época:

Os deputados José Priante (PMDB-PA) e João Arruda (PMDB-PR) aprovaram requerimento na comissão de Segurança e Combate ao Crime Organizado para convidar o juiz federal Sérgio Moro para audiência pública a ser marcada com o objetivo de debater a morosidade do processo penal e a impunidade em razão deste atraso. Se aceitar o convite, Moro será questionado pelos deputados sobre a Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que flagrou vários políticos envolvidos com doleiros e a corrupção na Petrobrás e empreiteiras que prestavam serviço à estatal.

Foto: Alexandre Cassiano / O Globo dilma e aécio - alexandre cassiano o globo

De O Globo – No último debate da campanha presidencial, nesta sexta-feira à noite, na TV Globo, a troca de acusações que marcou a campanha veio logo no início do embate entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves(PSDB). O tucano, em sua primeira intervenção, disse que era alvo de boatos, como o de que tiraria do cadastro beneficiados pelo Bolsa Família, e lembrou o escândalo da Petrobras, com as denúncias veiculadas esta semana pela revista “Veja”, segundo as quais o doleiro Alberto Youssef acusou Dilma e e o ex-presidente Lula de saberem dos desvios na estatal.

— Essa campanha vai passar para a História como a mais sórdida. A calúnia e a infâmia foram feitas não só em relação a mim, em relação a Eduardo Campos, a Marina. Isso é um péssimo exemplo. A revista publica que um dos delatores disse que a senhora e Lula tinha conhecimento da corrupção na Petrobras. A senhora sabia da corrupção na Petrobras?