Tag

deputado

Browsing

stephanes jr

O deputado Stephanes Júnior (ex-PMDB) assumiu nesta terça-feira (15) o mandato na Assembleia Legislativa em substituição ao deputado Artagão Júnior (ex-PMDB), que assume a Secretaria Estadual de Justiça. “Tive a oportunidade de ser colega dele na legislatura passada e não tenho dúvidas de que será um deputado combatente, em especial neste momento difícil do governo do PT, ao qual ele é um crítico”, disse Pedro Lupion (DEM).

Stephanes e Artagão Junior devem definir até sexta-feira, 19, o destino. Stephanes pode se filiar no PSB ou PSDB. Já o destino mais provável de Artagão é o PSB.

Ivan Santos, Bem Paraná

O Gaeco confirmou que investiga o envolvimento de um deputado estadual no esquema de desvio de recursos da saúde pública para compra de medicamentos, apurado na Operação Panaceia. O nome não foi revelado, segundo o MP, porque as investigações ainda estão em andamento. A suspeita é de que parte do dinheiro desviado tenha sido destinado ao financiamento de campanhas eleitorais de prefeitos, vereadores e deputados.

Felipe-Francischinidiv

O ano de 2015 foi muito positivo e produtivo para o deputado estadual Felipe Francischini (SD). Em seu primeiro mandato como parlamentar, teve 23 projetos de leis apresentados, dos quais 13 foram aprovados e em áreas de interesse da população como segurança, meio ambiente, direito do consumidor e esportes. Além disso, entre os 54 deputados, foi um dos quatro que teve 100% de presença em todas as sessões plenária do ano. “Nada mais que uma obrigação como parlamentar”. O deputado também nunca teve um voto de sua relatoria desaprovado nas comissões temáticas da Assembleia, sendo aprovados mais de 50. “Esta é uma pequena demonstração do compromisso que assumi com meus eleitores”, afirmou.

serraglio_ foto WA gazeta do povo

“Eu acho que eles estão sendo inteligentes, colocando a culpa das pedaladas em cima dos programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. Mas, se vocês perceberem, o que mais se fala com relação ao Eduardo Cunha? Que ele mentiu na CPI da Petrobras com relação às contas na Suíça. Isso é o suficiente para cassar um deputado. Ai você vai para a relação à denúncia contra a Dilma que o tesoureiro da campanha foi elevado a ministro. O que é isso se não uma afronta à improbidade administrativa? É uma imoralidade. Eu vou bater na parte da imoralidade e não na legalidade do processo”.

Do deputado federal Osmar Serraglio (PMDB) em entrevista à Gazeta do Povo. Serraglio, que é especialista em Direito Constitucional, também falou sobre Temer, Fachin e outros detalhes do processo de impeachment. Ao lado de Francischini, Rossoni e Roman, o deputado está entre os paranaenses que compõem a chapa de oposição na comissão do impeachment.

Leia aqui a entrevista completa.

unnamed

O deputado Valdir Rossoni (PSDB-PR) disse que é inaceitável a decisão do ministro Teori Zavascki, do STF, que concedeu liminar a um deputado do PT na manhã desta terça-feira invalidando o rito definido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no caso de haver o arquivamento de um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “É absurdo tomar uma decisão antecipada sobre algo que ainda nem aconteceu. Parece que estamos na Venezuela, onde há a interferência do poder em tudo que pode atrapalhar o governo”, desabafou Rossoni.

A decisão do ministro aconteceu ao mesmo tempo que, numa reunião entre lideranças da oposição e o presidente da Câmara, fecharam acordo para que o pedido de impeachment feito pelo ex-petista Helio Bicudo e o ex-ministro da Justiça Miguel Reale sejam apreciados pelo plenário apenas na próxima semana. “Parece que o Judiciário está com o mesmo temor que o Executivo federal e ambos não estão olhando a situação caótica do país causada pela administração petista”, disse Rossoni.

requiao filho - foto3

O deputado estadual e presidente do Conselho de Defesa do Consumidor, Requião Filho, vai pedir explicações às empresas que fazem o transporte urbano de Curitiba. Segundo reportagem publicada pelo jornal Bem Paraná nesta segunda-feira, o sistema recebe quase mil reclamações por mês de seus usuários. Os maiores problemas estão na recusa de embarque de passageiros e motoristas dirigindo inadequadamente com risco de acidente, aponta a publicação.

“Isto não pode continuar desta maneira. Vamos chamar estas empresas a prestar esclarecimentos à sociedade. A população paga caro para fazer seus deslocamentos diários e merece ter um transporte de qualidade à disposição, que não ofereça riscos”, ressaltou.

A reunião deve ser marcada para a próxima semana na Assembleia Legislativa.