Tag

EUA

Browsing

Donald Trump afirmou ontem que seu governo vai definir tarifas de importação de aço e alumínio de 25% e 10%, respectivamente, na próxima semana. A medida, segundo ele, é para reconstruir os setores dos EUA que têm sofrido competição desleal de outros países há décadas.
Em nota, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços disse que o governo brasileiro recebeu “com enorme preocupação” a notícia. Cerca de um terço das exportações do aço do Brasil tem os Estados Unidos como destino.

d’O Globo:

O maior fundo de pensão da Suécia, que administra US$ 30 bilhões, vai entrar na Justiça contra a Petrobras, informou nesta segunda-feira o jornal britânico “The Financial Times”. Com isso, o AP1, um dos maiores da Europa, se junta a grandes investidores que vêm buscando individualmente compensações da estatal. O Dimensional Fund Advisors, fundo americano gigante que tem mais de US$ 332 bilhões sob gestão, e seis fundos de pensão de Nova York entraram no dia 23 de março com ações separadas da ação coletiva contra a Petrobras pelas perdas com o esquema de corrupção, revelado pelas investigações da Lava-Jato.

usa
Milhares protestam pelo 2º dia contra decisão de não indiciar policial branco que matou jovem negro em Ferguson

Protestos foram realizados em 170 cidades de 37 estados americanos de inconformismo com a decisão do júri de não indiciar o policial Darren Wilson que em agosto disparou contra o adolescente negro Michael Brown e o matou na cidade de Ferguson, no estado de Missouri. De acordo com a CNN, milhares saíram às ruas na noite de terça-feira nos Estados Unidos, de Nova York a Los Angeles, em rejeição à decisão que os manifestantes consideram que encoraja o racismo e ignora o uso discriminatório da força pelos policiais contra membros das minorias. O presidente Barack Obama condenou a violência dos protestos:

— Incendiar edifícios, atear fogo em carros, destruir bens, colocar pessoas em perigo, não há desculpa para isso. Estes atos são criminosos — disse Obama em Chicago.

Foto: Sergio Moraes / Reuters
petrobras - foto - sergio moraes - reuters

Do Globo:

Os envolvidos no escândalo de corrupção da Petrobras investigado pela Operação Lava-Jato ganharam um motivo a mais para se preocupar. Em conferência na última quarta-feira, a procuradora-geral assistente do Departamento de Justiça dos EUA (DoJ), Leslie Caldwell, responsável pelos casos de corrupção fora do país, foi bastante clara sobre a intenção de prender mais pessoas corruptas, em vez de punir companhias e seus acionistas, apelando para países parceiros colaborarem na busca dos protagonistas dos crimes. A Petrobras vem sendo acompanhada pelas autoridades dos EUA, que mantêm contato com o escritório Gibson, Dunn & Crutcher LLP, contratado pela própria estatal brasileira.

Da Folha de S. Paulo:

O Departamento de Justiça dos EUA abriu investigação criminal para examinar as suspeitas de que um esquema de corrupção desviou recursos da Petrobras para políticos e funcionários públicos, segundo o jornal britânico “Financial Times”. Advogados ouvidos pelo jornal disseram que o objetivo é apurar se houve falha nos controles internos da estatal brasileira, que tem ações negociadas na Bolsa de Nova York e por isso está sujeita à legislação americana.

Da Agência Estado:

O Departamento de Estado dos EUA fechou diversas embaixadas e consulados norte-americanos em países do Oriente Médio e Norte da África neste domingo, 4. O governo teme uma suposta ameaça terrorista comparável ao ataque de 11 de setembro de 2001.

Várias embaixadas e consulados no Oriente Médio ficarão fechado até 10 de agosto. Um número adicional de postos diplomáticos será fechado, enquanto alguns devem reabrir nesta segunda-feira.

“Isto não é uma nova corrente de ameaças, apenas uma indicação de nosso compromisso de exercer cautela e tomar medidas apropriadas para proteger nossos funcionários, inclusive os empregados locais, e os visitantes de nossas instalações”, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki.

Oklahoma, tornado, EUA, mortos

Da Efe:

WASHINGTON – Pelo menos 91 pessoas, 20 delas crianças, morreram em diferentes regiões de Oklahoma City, no centro-sul dos EUA, após a passagem de um gigantesco tornado que castigou a região nas últimas horas, informam nesta terça-feira a imprensa local. Amy Elliot, porta-voz do escritório do legista da cidade, confirmou a morte de 91 pessoas, incluídos as crianças. Segundo o jornal “The New York Times”, devido ao grande número de feridos, as vítimas ainda podem aumentar nas próximas horas. Além das vítimas, fontes hospitalares e autoridades locais confirmaram 145 feridos, dos quais 70 são menores de idade. O tornado que afetou Oklahoma City, com mais de três quilômetros, também arrancou casas, arrastou automóveis e deixou um cenário de plena destruição nas regiões mais afetadas.