Tag

facebook

Browsing

dilma e monteiro 2

Parece que Jeferson Monteiro, criador de “Dilma Bolada”, deixou de apoiar o governo federal. Com milhões de seguidores nas redes sociais, entre Instagram, Facebook e Twitter, o perfil não-oficial era considerado o mais eficiente canal de comunicação do governo petista.

Veja o texto que Jeferson Monteiro publicou há pouco em seu Facebook particular.

“Dilma não precisa do meu apoio no Governo dela, nem o meu e nem do apoio de ninguém que votou nela. Afinal, para ela só importa o apoio do PMDB e de parte do empresariado para que ela se mantenha lá onde está. Trocou o Governo pelo cargo. Não é o Governo que eu e mais de 54 milhões de brasileiros elegemos. A vida é feita de escolhas e ela fez a dela. Agora o que nos resta é que saia algo bom para o Brasil dali e repetir os versos de Beth Carvalho: “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão.” Seguimos”.

postagem - pref. saúde
da Rádio Banda B:

Uma publicação da página do Facebook da Prefeitura de Curitiba, a conhecida “Prefs”, gerou polêmica nas redes sociais neste final de semana. A imagem, postada no sábado (28), mostra a personagem Elle Driver, do filme “Kill Bill”, vestida de enfermeira com a legenda “Elle não trabalha no sistema de saúde municipal”, enquanto divulga alguns números relacionados aos investimentos na área.

Ontem, no país inteiro, no auge das manifestações, muitas pessoas tiveram dificuldades de postar no Facebook, Twitter, instagram e outras mídias, que ficaram parcialmente fora do ar das 14h até às 18h. “Imagine se isso não tivesse acontecido”, disse um dos coordenadores das manifestações convocadas, quase que exclusivamente, pelas redes sociais.

do Painel, Folha de S. Paulo

O Ibope analisou, a pedido do Twitter, 609 mil tuítes sobre os protestos contra o governo desde 1º de março até o início da tarde de domingo. Pela análise, 40% das postagens faziam referência ao impeachment de Dilma.

Por região – Dos tuítes sobre impeachment, 49,6% foram postados a partir do Sudeste, 17,9% vieram do Sul, 16,6% do Nordeste, 8,7% do Centro-Oeste e 7,2% do Norte.

Guerra de… – Já levantamento da agência digital do Grupo Máquina PR, por meio da ferramenta Brandviewer, mostrou que hashtags contrárias a Dilma apareceram em 49% das mensagens sobre os protestos nas redes sociais de sexta a domingo.

…hashtags – As favoráveis à presidente foram 36% das postagens. Os outros 15% se referem a compartilhamentos de notícias e humor. Foram analisados 459.299 posts em Twitter, Facebook, Google Plus, Instagram e YouTube.

do Bem Paraná:

Tudo começou com uma postagem da página “Humans of Curitiba” no Facebook, compartilhada na página oficial da Prefeitura de Curitiba. “Uma vez em Corumbá MS vi uma senhoria de idade cair no meio da rua, nisso dois moleques passaram , roubaram a bolsa dela e saíram correndo. Esses dias vi a mesma cena aqui em Curitiba, uma senhora com dificuldades para andar caiu, e no mesmo segundo, quatro jovens que estavam perto já ajudaram ela a se levantar, preocupados, prestativos. A educação das pessoas aqui me agrada muito”.

Veja a postagem.

gleisi 10

E não é que continua dando o que falar o baixo desempenho de Gleisi Hoffmann (PT) nas pesquisas? E a equipe de social-media da senadora caiu em uma pegadinha de internautas do Facebook nesta sexta-feira (12). “Gleisi, você é 10”, comentou o internauta Rafael, que de pronto foi respondido: “Obrigada Rafael! Abraço!”. Logo depois, outro internauta complementou: “Gleisi, eu te acho 10, minha família te acha 10 e até o DataFolha te acha 10! “, recebendo diversos “curtir”.

beto online

Os adversários do governador Beto Richa (PSDB) estão preocupados com a campanha do tucano na internet e volta e meia à representam na Justiça Eleitoral. E não é por mesmo, matéria deste domingo (17) na Gazeta do Povo revela Beto Richa com 178,3 mil seguidores nas principais redes sociais: Facebook (122 mil), no Twitter (52 mil) e Instagram (4,2 mil). Beto Richa está à frente dos seus principais adversários: Gleisi Hoffmann (PT) tem 108,8 mil, 51,5 mil e 680 seguidores, respectivamente nas três redes. E Roberto Requião (PMDB) tem 28 mil, 44,3 e 192, na ordem: Facebook, Twitter e Instagram.

“Com relação à linguagem, Richa é o que mais publica mensagens em primeira pessoa. Especialista em marketing político digital e coordenador da Academia do Marketing no Rio de Janeiro, Alberto Valle diz que esse é o ideal numa campanha em que o eleitor quer falar com uma pessoa e não com uma marca. “É importante que seja sinalizado quando é o candidato que fala ou quando é a equipe que posta mensagens”, diz a matéria de Luan Galani e Laura Beal Bordin.