Tag

fim

Browsing

assembleia-greve1

Com a decisão da maioria dos professores reunidos em assembleia geral na manhã desta terça-feira (9), na Vila Capanema em Curitiba, A APP-Sindicato decidiu pelo fim da greve iniciada no final de abril. A mobilização, que tomou cunho político por influência de membros do PT e da CUT, perdeu força nos últimos dias a partir do momento em que o Governo do Estado divulgou a relação dos salário dos professores no Portal da Transparência. Com a constatação de que muitos profesores ganham mais que a maioria dos paranaenses, o apelo perdeu força entre a sociedade, principalmente pais de estudantes da rede pública de ensino. Com a greve, aproximadamente um milhão de alunos perderam 50 dias de aula.

Foto: Maryanna Oliveira / Câmara dos Deputados cunha222

Antes, Câmara aprovou doação de empresas a partidos, não a candidatos. Texto completo da reforma política ainda terá que ser votado em 2º turno.

do G1:

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (27), por 452 a favor, 19 contra e uma abstenção, o fim da reeleição para presidente da República, governador e prefeito. A votação foi parte da série de sessões iniciada nesta semana, destinada à apreciação das propostas de reforma política.

O texto do fim da reeleição, de autoria do relator, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), não altera o tempo atual de mandato (quatro anos), mas, nesta quinta-feira (28), o plenário analisará a ampliação da duração do mandato para cinco anos. Antes de votar o fim da reeleição, os deputados rejeitaram nesta quarta o financiamento exclusivamente público das campanhas e aprovaram a doação de empresas a partidos, mas não a candidatos.

unnamed

Em setembro de 2009, o secretário da Fazenda de Roberto Requião (PMDB), Heron Arzua, propôs o fim do ParanaPrevidência (veja aqui o post do Blog na época). Arzua, hoje assessor de Requião no Senado, disse, naquele ano, que a a Secretaria do Planejamento estudava uma reestruturação do plano de custeio do ParanaPrevidência e que ampliava de 30 para 48 anos o prazo que o governo dispor de aportar sua parte no fundo.

otv - rpc

Logo após a demissão de diversos profissionais nos últimos dois meses, o grupo de mídia GRPCom decidiu encerrar as transmissões da ÓTV, emissora de televisão a cabo do grupo com foco em Curitiba.

Nos últimos meses a ÓTV havia recebido novos investimentos e vinha aumentando seu quadro de pessoal. Repentinamente, por decisão de acionistas, segundo relatado pelas chefias, decidiu-se acabar com a emissora. 88 funcionários foram demitidos e são esperadas mais demissões nos próximos dias.

images

Um número consistente de paranaenses ainda acredita que o senador Roberto Requião, o Napoleão do golpe de 1990, quando tomou o poder graças à farsa do Ferreirinha, tem vaga cativa no Panteão dos grandes estadistas. Requião foi ao poder graças a essa e a outras farsas. A do pedágio baixa ou acaba, a da indignação com a aposentadoria dos outros, a da Carta de Puebla, a do Richa e Requião, irmão, para se eleger nas costas do velho José Richa.

Pois, pois, agora Requião ficou reduzido ao que sempre foi, uma farsa. Essa ameaça da bala de prata é de provocar frouxos de riso. Além do vexame, Requião não se conforma com a evidência de que não é general de cavalaria, rei ou estadista. Napoleão? Só o de hospício. Se Napoleão fosse um Requião não passaria de cabo.

“A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”, disse Karl Marx, filósofo muito citado nas hostes de Requião pelos epígonos que o cercam. Desta tentativa de repetição da história de seus golpes sobrou apenas caricatura. A do próprio Requião no fim de linha.