Tag

gaievski

Browsing

eduardo-gaievski3

de Luiz Carlos da Cruz, Gazeta do Povo:

O ex-prefeito de Realeza, Eduardo André Gaievski, que também foi assessor da Casa Civil na época em que Gleisi Hoffmann (PT) era titular da pasta, foi condenado pela quinta vez por estupro de vulnerável. A sentença de 12 anos, 10 meses e sete dias foi proferida pelo juiz Luiz Fernando Montini, da comarca de Realeza. Desta vez, o caso é de uma vítima que teria sido abusada quatro vezes pelo ex-prefeito que oferecia vantagens e cargos públicos para familiares de menores de 14 anos com quem ele mantinha relações sexuais.

Ao comentar o caso envolvendo os deputados Jair Bolsonaro (PP-RJ) e a Maria do Rosário (PT-RS), o humorista Danilo Gentili, apresentador do programa The Noite, do SBT, disse estranhar a gritaria da esquerda e de setores da imprensa sobre o caso do deputado carioca e o silêncio sobre sobre outros, também graves.

Um é o de Eduardo Gaievski, ex-assessor da senadora Gleisi Hoffmann (PT), preso em novembro do ano passado e já condenado em dois dos 32 casos de estupro as quais é acusado. “Gleisi Hoffmann acobertou um pedófilo, que era seu assessor”, lembrou Gentili, ao se referir a Gaievski.

gaievski_81114

Eduardo Gaievski, do PT, antes conhecido como “Prefeito exemplar do PT, agora chamado de “Monstro de Realeza”, condenado duas vezes e réu em outros 14 processos de estupro de menores, foi transferido de Barracão, onde estava preso na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC), de regime mais brando e favorável ao preso, para a Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG), mais segura e mais adequada.

Gaievski, que foi assessor de Gleisi Hoffmann na Casa Civil de Dilma Rousseff, já tem duas condenações. A 10 anos e seis meses de prisão por estupro de vulnerável. Em outra, a 18 anos e um mês por ter prometido cargos públicos em trocas de favores sexuais. Os outros 14 processos a que responde estão relacionados a essas duas práticas.

dilma, gleisi, gaievski

O juiz Marco Antonio Dala Costa, da 3ª Vara de Execução Penais de Curitiba, autorizou no último dia 17 de outubro a transferência do ex-prefeito de Realeza e ex-assessor da Casa Civil, Eduardo Gaievski (PT), da unidade penal de Piraquara para o Centro de Reintegração Social de Barracão, no sul do Paraná. No despacho, o juiz diz que é “direito assegurado ao preso de cumprir sua pena em local próximo a seus familiares, a fim de manter os laços familiares, de consagrada importância no processo de reabilitação social”.

unnamed

O ex-prefeito de Realeza e ex-assessor da Casa Civil de Gleisi Hoffmann, Eduardo André Gaievski sofreu nova condenação por estupro de vulnerável. O juiz Christian Reny Gonçalves condenou o petista a 10 anos e 6 meses de prisão por manter relações sexuais com menores de 14 anos.

A lei brasileira considera estupro de vulnerável qualquer relação sexual com menores de 14 anos. No caso julgado, Gaievksi era acusado de fazer sexo por duas vezes com uma menina de 12 anos.

dilma, gleisi, gaievski

Em mais uma sentença, o ex-prefeito de Realeza e ex-assessor da Casa Civil durante a gestão de Gleisi Hoffmann (PT) à frente da pasta, Eduardo André Gaievski (PT) foi condenado nesta terça-feira, 4, a mais 10 anos e seis meses de prisão. Gaievski responde a 17 processos por estupro de vulnerável. Somada a sentença anterior proferida pela juíza Janaina Monique Zanellato Albino, de 15 de setembro, as penas de Gaievski já somam 28 anos e sete meses de reclusão em regime fechado.

gleisi assessor

A principal pergunta não foi feita a Gleisi Hoffmann (PT) na entrevista na RPC nesta terça-feira (16): “Por que a senhora nomeou em seu gabinete um pedófilo que respondia por crime de estupro de 17 meninas?”. Ainda aguardamos a resposta da petista, que colocou o ex-prefeito de Realeza Eduardo Gaievski em seu gabinete na Casa Civil. Gaievski foi condenado nesta semana a 18 anos de prisão pelo primeiro processo. Faltam 16, o que deve dar mais de 300 anos de cadeia. O PT disse que desfiliou Gaievski, mas ele continua filiado ao partido de Gleisi.