Tag

greve

Browsing

greve - onibus

da Banda B:

A greve de Motoristas e Cobradores de ônibus está confirmada para acontecer a partir das 0h desta quinta-feira (8). Se depender do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região (Sindimoc), a capital não terá nenhum veículo nas ruas, por conta do atraso no pagamento por parte das empresas que administram o transporte coletivo.

Por meio de nota, o Sindimoc diz lamentar “que as empresas responsáveis pelo transporte, com a omissão de instituições como a URBS (ligada à Prefeitura), Comec (ligada ao Governo do Paraná) e Setansp (Sindicato das empresas), insistem em atrasar e não pagar os débitos com os empregados”, diz a nota.

Foto: Antonio Nascimento, Banda B
atraso1

De Denise Mello e Antonio Nascimento, Banda B:

O atraso no pagamento da antecipação salarial, o chamado “vale”, fez com que os ônibus de sete empresas do transporte de Curitiba e Região Metropolitana saíssem das garagens com atraso na manhã desta segunda-feira (22). O Sindicato dos Motoristas e Cobradores (Sindimoc) promoveu hoje cedo assembleias na porta das empresas em que o pagamento não foi feito no último sábado, 20, data do “vale” e, apenas por volta das 6h os ônibus começaram a sair das garagens. A informação é que o pagamento da segunda parcela do 13º salário também não teria sido feito a todos os funcionários. O último prazo foi no sábado (20).

Sindicato diz que 90% dos servidores estão parados. Grevistas pedem a entrada em vigor do plano de carreira da categoria.

Da Gazeta do Povo:

Os funcionários do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) iniciaram nesta segunda-feira (15) greve por tempo indeterminado. Apenas seis serviços considerados essenciais pelo Sindicato dos Servidores do Detran-PR (Sisdep) são mantidos em todo o estado. A greve foi deflagrada após assembleia da categoria na última terça-feira (9).

unnamed

Movimento é nacional e reivindica melhores salários, condições dignas de trabalho e o combate ao assédio moral. Paralisação em 16 estados afeta os serviços de TI, como manutenção de terminais, caixas eletrônicos e equipamentos do Banco do Brasil.

Desde o último dia 25 de novembro, estão em greve os trabalhadores da BBTS – Banco do Brasil Tecnologia e Serviços -, empresa responsável pelo monitoramento remoto ou presencial e pela manutenção dos caixas eletrônicos, portas giratórias, computadores e demais máquinas e equipamentos eletrônicos do Banco do Brasil, antiga Cobra Tecnologia. A paralisação é nacional e já conta com a adesão de profissionais de Tecnologia da Informação (TI) da empresa em 16 estados.

Foto: Antonio More/Gazeta do Povo
hospital_evangelico_AM

Da Gazeta do Povo:

O Hospital Evangélico de Curitiba demitiu 250 funcionários ligados às áreas administrativas nesta sexta-feira (28). A medida, segundo nota enviada pela assessoria de imprensa do hospital, é uma das adotadas para sanar os problemas financeiros enfrentados pelo hospital, e que originaram a paralisação de mais de 48 horas no atendimento a novos pacientes no pronto-socorro da instituição.

Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo
evangelico_henrymilleo

Da Gazeta do Povo:

O Hospital Evangélico de Curitiba fechou as portas nessa terça-feira (25) em decorrência dos atrasos dos repasses da prefeitura de Curitiba, segundo funcionários do local. Pronto-socorro e setor de atendimento via convênios de saúde também estão fechados. Não se trata de uma greve. Os funcionários estão trabalhando e os pacientes internados continuam recebendo atendimento, mas novos pacientes são impedidos de entrar e recebem a orientação de buscar outros hospitais.

O juiz Edison Macedo Filho ratificou ontem (sexta-feira, 26) a liminar concedida em 2013 pelo Tribunal de Justiça para impedir a paralisação de agentes penitenciários no Estado. Ele também ampliou os efeitos da decisão anterior caso a categoria entre em greve. O magistrado justifica que o anúncio da paralisação é uma “recusa ao cumprimento da liminar anteriormente deferida” pelo juiz Rogério Ribas. No despacho, pede a intimação pessoal do presidente do Sindarspen porque há “evidências de ilegalidade na greve”. O magistrado autoriza bloqueio de repasse “dos valores descontados dos mensalmente dos agentes penitenciários a título de contribuição sindical” para pagamento da multa de R$ 50 mil por dia, imposta ao sindicato da categoria e solidariamente a seus dirigentes se a paralisação acontecer.

prefeitura - gazeta - protesto

Da Gazeta do Povo:

Cerca de 120 funcionários terceirizados da poda de árvores e coleta de resíduos vegetais protestam desde o meio-dia desta quinta-feira (25) em frente à Prefeitura de Curitiba, que fica no bairro Centro Cívico. Eles alegam que estão com os salários atrasados e contestam uma possível demissão de 200 trabalhadores.

A assessoria de imprensa do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação (Siemaco), que representa a categoria, explicou que a Prefeitura de Curitiba tem feito os repasses mensais às empresas prestadoras de serviço com atraso. Além disso, um projeto de reduzir postos de trabalho da coleta vegetal já teria levado ao agendamento de 200 demissões. A redução, conforme o Siemaco, está prevista principalmente em áreas de escolas e postos de saúde do município.

De Angieli Maros, Bruna Komarcheski e Kelli Kadanus, Gazeta do Povo:

Professores e pedagogos da rede municipal de ensino de Curitiba decidiram, em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (11), manter a paralisação da categoria iniciada hoje. A confirmação pela continuidade do movimento veio após reunião realizada entre o sindicato da categoria (Sismmac) e representantes da prefeitura da capital, que terminou sem acordo entre as partes.

A reivindicação da classe é antecipar o prazo definido para a implantação do plano de carreira dos professores, com migração total prevista para daqui a dois anos. Alegando não haver dinheiro disponível que viabilize a redução do prazo, a prefeitura disse que não tem como atender ao pedido.

Assim, o impasse mantém o ensino prejudicado na capital por, pelo menos, mais um dia. De acordo com o Sismmac, 70% das escolas geridas pelo município estão sem atividades. Pela manhã o número passado foi de 90% de escolas fechadas, mas a informação foi corrigida durante a tarde. A assessoria de imprensa do Sismmac informou que os números da greve permaneciam, até as 16 horas, os mesmos que os apurados no início da manhã, já que os dados da tarde ainda não foram fechados.

greve professores

Por essa Gleisi Hoffmann (PT) não esperava. Professores da rede municipal de ensino de Curitiba, de sindicato ligado à CUT e ao PT, vão entrar em greve a partir de hoje, segunda-feira (11) e é mais um problema para seu principal aliado na capital, o prefeito Gustavo Fruet (PDT). Resta saber ainda qual será a posição da vice-prefeita, Mirian Gonçalves (PT), desafeta de Gleisi e aliada dos sindicatos cutistas.