Tag

greve

Browsing

da Banda B:

A Prefeitura de Curitiba disse, por meio de assessoria de imprensa, que não entende o motivo da greve dos servidores municipais da saúde, uma vez que segundo o órgão “tudo foi atendido” durante as últimas reuniões com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc). Como a adesão à greve promete ser grande, segundo o relato de funcionários da Saúde que acusam o prefeito Gustavo Fruet de calote, a Prefeitura promete adotar um plano emergencial para não prejudicar a população durante a paralisação, marcada para começar nesta segunda-feira (30).

Segue a nota enviada à imprensa:

fruet - professores

A prefeitura de Curitiba remarcou para esta quarta-feira (25) a reunião com os professores e pedagogos para esclarecer problemas gerados pelo simulador do plano de carreira da categoria. A reunião é esperada pelos servidores que reclamam de dificuldades e divergências no acesso ao plano com a ferramenta. Um indicativo de greve foi aprovado pelo Sismmac por causa das divergências. As informações são da Gazeta do Povo.

O indicativo de greve foi decidido na sexta-feira (20), em assembleia realizada pelo sindicato, depois que os professores e educadores, ao acessarem o simulador, viram que as informações do plano de carreira pela ferramenta criada pela prefeitura retiravam benefícios. Isso deixa, segundo o sindicato, a categoria em desvantagem e as carreiras ficam diferentes do que havia sido acordado com a prefeitura em 2014. Caso a greve seja confirmada, os professores e pedagogos podem parar a partir do dia 8 de abril. De acordo com a prefeitura, o sistema criado gerou problemas técnicos, o que fez os professores terem dificuldades com o acesso ao plano de carreira.

greve - garis

da Banda B:

Os garis de Curitiba fecham desde o início da manhã desta quarta-feira (18) a Avenida Getúlio Vargas, no bairro Rebouças, em Curitiba, em frente a sede da Cavo, empresa responsável pela coleta de lixo. Os trabalhadores estão no segundo dia de greve, mas uma assembleia durante o dia de hoje pode pôr fim a paralisação. Enquanto isso em bairros de Curitiba já há acumulo de lixo.

greve - garis

Sem acordo com a Cavo, garis, varredores e serventes entraram em greve manhã desta terça-feira (17) por tempo indeterminado. A coleta de lixo e limpeza de bairros de Curitiba será afetada nas próximas horas, uma vez que apenas o serviço essencial será mantido. De acordo com o Simeaco, a Cavo aumentou a proposta inicial de reajuste salarial de 4% para 7,7% em março e mais 1,3% em setembro nos salários, além de 10% de reajuste nos tíquetes. Os trabalhadores, porém, rejeitaram a proposta fracionada. “Queremos um aumento justo e lutamos por melhores condições de trabalho. A proposta é insuficiente”, afirmou Manassés Oliveira, presidente do sindicato. As informações são da Banda B e do Bem Paraná.

“Ainda que não esteja isolado do contexto nacional, caracterizado pelo baixo crescimento entre 2011 e 2014, o Paraná teve desempenho econômico bem melhor no período. O Produto Interno Bruto paranaense cresceu a uma taxa anual de 4%, contra menos de 2% do Brasil. Afirmo que o Estado se mantém em situação sólida porque, com todos esses percalços, pagamos R$ 5,6 bilhões da dívida consolidada e recebemos apenas R$ 1,1 bilhão em novos financiamentos. A dívida consolidada caiu de mais de 90% da sua receita corrente líquida, em 2010, para 58% em 2014”. – trecho do artigo “Restabelecendo a verdade”, do governador Beto Richa (PSDB), publicado nesta segunda-feira, 16, no jornal “Folha de S. Paulo”.

Leia a seguir a sua íntegra.

sec. - reuniao professores

O líder da base de apoio ao governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), o secretário de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes e os representantes dos sindicatos dos docentes das sete universidades estaduais firmaram nesta terça-feira (10) um termo de compromisso que pode pôr fim à greve de professores e servidores do ensino superior no Estado. No encontro, os sindicatos representativos dos professores se comprometem a convocar assembleias para discutir a suspensão da greve.

merenda-1

Uma das bandeiras da APP-Sindicato para a deflagração da greve dos professores era que faltava até alimentos para a merenda escolar. Pois bem, o G1-PR relata que após 29 dias sem aulas devido a greve, os alimentos da merenda escolar estão quase estragando nos armários nas escolas. Em Paranavaí, o problema é com o prazo de validade dos alimentos. E para evitar que a comida estrague, elas estão sendo doadas. A merenda foi enviada pelo governo em dezembro de 2014. “Isso é inédito. É o primeiro ano que estamos fazendo doações para entidades filantrópicas porque estava próximo do vencimento”, constata a diretora Adélia Paixão. As doações são feitas às instituições sociais como centros de educação e Apaes.

“A nossa comunidade é essencialmente rural e ela depende totalmente do transporte escolar. Os nossos professores preocupados com a reposição resolveram voltar. Mas, é bom ficar claro que o movimento é legítimo, acompanhamos até a quinta-feira. Além disso, respeitamos os direitos dos professores que quiseram voltar e os que ainda estão paralisados”, afirma a diretora Solange Dela de uma escola do distrito Graciosa, em Paramavaí. Professores do colégio, onde estudam 260 alunos, voltaram ao trabalho na quinta-feira (5). Para os pais de alunos, a volta das aulas é um alívio. “Eu não estava trabalhando porque precisava cuidar dos filhos em casa. Agora, eu posso voltar a trabalhar”, argumenta Andras Santos. Mais de 950 mil estudantes foram prejudicados pela paralisação e terão o calendário escolar reformulado.

greve gif1

Mestre Orlando Kissner fez a série de fotos que mostra a mulher que enrola a bandeira da CUT diante do carro da APP e se afasta com ar de dever cumprido. A greve terminou, provocou desgaste no governo de Beto Richa, agradou a turma do comitê central da CUT e do PT, ela prepara-se para outra. Assim caminha a humanidade e a esquerda que há muito deixou de ser revolucionária, para ser apenas esquerda funcionária.São os tempos.