Tag

guerra

Browsing

A liderança do governo na Assembleia Legislativa confirmou nesta segunda-feira (17), durante a sessão plenária, que a ordem de serviço para início das obras de revitalização na PRC-280, que compreende o trecho entre Palmas e o Horizonte será oficialmente assinada na próxima quinta-feira (20), pelo governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Jr. Com a assinatura da ordem de serviço o prazo para execução dos trabalhos será de 450 dias corridos, conforme contrato assinado com a empresa.

A recuperação da PRC-280 é um dos sonhos que estamos conseguindo realizar depois de muita luta. Celebramos esta vitória com sentimento de dever cumprido. A concretização desta reforma é resultado de muito diálogo com o Poder Executivo e, principalmente, de comprometimento com um trabalho sério que vem sendo desenvolvido

 

“Agradeço imensamente ao governador Ratinho Jr pelo empenho e atenção em solucionar um problema que se arrasta por pelo menos 30 anos. Também reforço a gratidão ao secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; ao secretário da Casa Civil, Guto Silva; e ao diretor-geral do DER-PR, Fernando Furiatti, pelo espaço dado para discutir o assunto ao longo dos últimos anos e em especial por entenderem a necessidade e a urgência desta importante demanda que temos formulado desde o inicio do nosso mandato, um compromisso público da minha atuação parlamentar.” disse o Deputado Estadual Luiz Fernando Guerra.

pedroso-divulgação

Ernesto Pedroso não é mais o Vice de futebol do Coritiba. Ontem (6) à noite, após tomar conhecimento de um abaixo-assinado promovido por conselheiros que pediam o seu afastamento, Pedroso entregou uma carta de renúncia a Bacellar. O ex-vice de futebol declarou que se sentiu traído com a iniciativa. Agora, do G5 original que assumiu o Coritiba para esta nova gestão, ficaram o presidente, Bacellar, e o 1° vice, André Macias. Gilberto Griebler, Ricardo Guerra e, agora, Pedroso, deixaram o comando Coxa.

Foto: Franklin de Freitas bacellar - 222 - franklin

de Silvio Rauth Filho, Bem Paraná:

O Coritiba está passando por uma reformulação. Nos últimos dias, deixaram o clube Maurício Cardoso (supervisor de futebol), João Paulo Medina (CEO) e Ricardo Guerra (vice-presidente). Os dois primeiros eram remunerados e pediram demissão. Guerra foi eleito (não era remunerado) e renunciou ao cargo.

Nessa segunda-feira (dia 18), o Coritiba já anunciou os substitutos. O cargo de CEO será extinto. No lugar de Medina, entra Maurício Andrade, que será o gerente de futebol. A vaga de Cardoso será ocupada por Rafael Zucon (ex-Paraná Clube).

confronto2._

Tensão no Centro Cívico. Mais uma vez, professores e policiais entraram em confronto. Dezenas de feridos. Deputados de oposição insistem para que a sessão seja suspensa. Ney Leprevost (PSD) foi um dos deputados que acabaram sendo atingidos por bomba de efeito moral. O prefeito Gustavo Fruet (PDT) determinou a evacuação do prédio da Prefeitura de Curitiba e disponibilizou o espaço para atender feridos. Creches e escolas da região devem ser esvaziadas. O centro médico do TJ também está recebendo quem precisa de atendimento.

De Eumano Silva, IstoÉ:

A comunidade ucraniana no Brasil está insatisfeita com a posição tomada pelo Itamaraty em relação à crise em torno da anexação da Crimeia pela Rússia. Na quinta-feira 18, o presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira (RCUB), Vitorio Sorotiuk, esteve no Palácio do Planalto com o assessor especial para Política Externa da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia. Sorotiuk transmitiu o descontentamento com a abstenção do Brasil na decisão da Organização das Nações Unidas, tomada em março deste ano, depois que a população da Crimeia aprovou o rompimento com a Ucrânia.

Insatisfação ucraniana II

No encontro com Vitório Sorotiuk, Marco Aurélio Garcia disse que o Brasil busca uma solução pacífica para o conflito. O assunto, afirmou, seria levado à presidenta Dilma Rousseff e ao ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figuiredo. Enquanto isso, Dilma analisa a possibilidade de aceitar o convite para uma visita oficial a Kiev feito pelo governo da Ucrânia.