Tag

invasão

Browsing

sciarra1_

Em entrevista à imprensa, o chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, disse que o Estado está cumprindo apenas a decisão do Tribunal de Justiça do Paraná que proibiu a invasão patrocinada pela APP-Sindicato ao prédio da Assembleia Legislativa durante a votação do projeto de lei que reestrutura o Paraná Previdência. Na avaliação de Sciarra, este deve ser o papel da Polícia Militar.

“O que não se pode é impedir a Assembleia de exercer o seu papel. É isto que vamos garantir. (…) Neste interdito proibitório queremos assegurar que a assembleia possa fazer o seu papel”, disse. “Por outro lado, o estado já avisou que vai descontar a eventual falta dos servidores”, completou.

alep - 24.02

Os manifestantes que acompanham a sessão da Assembleia nas galerias estão fazendo inveja à plateia do Silvio Santos. Até o famoso Roque, agora é representado pelos deputados da oposição, 5 deputados dos 54. Os animadores incentivam as vaias para qualquer manifestação de outros deputados. Os manifestantes obedecem com vaias, xingamentos e ofensas. “É o escárnio com a população. Todo esse amor pelo Estado, defendido com tanta paixão, teremos numa máquina funcionando perfeitamente após esse processo, mas ao contrário, advinha em quem eles vão colocar a culpa?”, diz um deputado vaiado.

18

O oficial de justiça Hamilton Campos notificou os invasores da Alep. Campos conseguiu localizar o presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, que estava escondido na liderança do PT e entregou a ordem de reintegração de posse. O professor, visivelmente alterado, não assinou a notificação por causa da multa de R$ 10 mil por hora que está valendo desde às 5h30. “Irredutível”, negou-se a assinar o documento e seguiu apressado para o gabinete da liderança do PT, onde era aguardado pelos deputados petistas para uma reunião que vai decidir o rumo da greve.

O oficial informou que a ordem judicial determinava a desocupação para às 6 horas, momento a partir do qual estaria valendo a multa de R$ 10 mil por hora para cada um dos três manifestantes citados na ação. Hamilton Campos não disse até que horas o prédio tem que ser desocupado a partir de agora, mas afirmou que “há possibilidade de uso da força policial”.

unnamed19

unnamed
unnamed8

No momento em que o Plenário da Assembleia Legislativa acabava de aprovar por 34 votos a 19, por volta das 17h30, o requerimento que transformava o Plenário em Comissão Geral para a votação do projeto de lei complementar de nº 6/15 e do projeto de lei nº 60/15, a sessão plenária desta terça-feira (10) teve que ser suspensa pelo presidente da Casa, deputado Ademar Traiano (PSDB), em face da invasão das instalações do Legislativo por inúmeros manifestantes. Eles protestavam contra as propostas do Governo do Estado que dispõem sobre a redução de gastos do Executivo.