Tag

itamaraty

Browsing

jose-serra

Lauro Jardim, O Globo

José Serra resolveu criar no Itamaraty um novo departamento — o de Assuntos de Defesa e Segurança, que ficará sob a responsabilidade do embaixador Nelson Antônio Tabajara.

Será focado na segurança em áreas de fronteira ou, mais precisamente, no combate aos ilícitos transnacionais, à corrupção, ao tráfico de armas e drogas, ao terrorismo e ao crime organizado.

(foto: Edilson Dantas/Agência O Globo)

Diplomata pede sigilo de papéis sobre ex-presidente e Odebrecht, que, pela lei, são públicos.

d’O Globo:

O Ministério das Relações Exteriores deflagrou ação para evitar que documentos que envolvam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a Odebrecht, empreiteira investigada na Operação Lava-Jato, venham a público. A ordem interna partiu do diretor do Departamento de Comunicações e Documentação (DCD) do Itamaraty, ministro João Pedro Corrêa Costa, depois que o órgão que ele dirige recebeu um pedido de informações de um jornalista baseado na Lei de Acesso à Informação. O GLOBO obteve um memorando que ele disparou, na última terça-feira, sugerindo a colegas do Itamaraty que tornassem sigilosos documentos “reservados” do ministério que citam a Odebrecht entre 2003 e 2010, que, pela lei, já deveriam estar disponíveis para consulta pública.

Pela lei, papéis “reservados” perdem o sigilo em cinco anos. No ofício interno do Itamaraty, o diplomata cogita a reclassificação dos documentos como “secretos”, o que aumentaria para 15 anos o prazo para divulgação. Dessa forma, as informações continuariam sigilosas por até dez anos.

itamaraty1

do Claudio Humberto:

Os servidores do Itamaraty aprovaram em assembleia uma nova greve da categoria, dessa vez pelo pagamento do auxílio-moradia no exterior, que está novamente atrasado devido à demora na aprovação do orçamento, que ocorreu há apenas duas semanas. Os oficiais e assistentes de chancelaria, além de diplomatas, deram um prazo de até 6 de maio para que o pagamento seja regularizado antes de adotar a greve. O governo federal deixou de pagar as parcelas em fevereiro.

O atraso é recorrente. No segundo semestre do ano passado, os funcionários do chamado serviço exterior – que inclui diplomatas, assistentes e oficiais de chancelaria – ficaram também três meses sem receber depois que o orçamento do Itamaraty para o ano acabou. Uma suplementação orçamentária havia sido autorizada pelo Congresso em outubro, mas a presidente Dilma Rousseff só assinou a liberação em novembro.

Por Claudia Safatle, Valor Econômico:

Em um desenho preliminar do novo governo, pelo menos 12 ministros poderão permanecer no segundo mandato, não necessariamente nos mesmos cargos. Para a Fazenda, entre os nomes já cogitados, o que mais se adapta ao perfil da presidente Dilma Rousseff é o de Nelson Barbosa, ex-secretário-executivo da pasta. “Ele já a conhece e sabe em que pontos ela é turrona; e ela também já o conhece e sabe no que ele é turrão. Mas ambos têm uma relação de confiança e isso é fundamental”, apurou o Valor.

Aloizio Mercadante não deve ir para a Fazenda e uma das razões é que não conta com a simpatia de Lula. Alexandre Tombini, até o momento, fica no Banco Central, mas a diretoria deve ser mudada. Entre os ministros que continuam estão Luiz Alberto Figueiredo, do Itamaraty; Mercadante, da Casa Civil; Miriam Belchior, do Planejamento (em outra pasta); e Tereza Campello, do Desenvolvimento Social.