Tag

josé

Browsing

jose eduardo

Cotado para uma vaga no Supremo Tribunal Federal, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, virou alvo de líderes do PMDB no Congresso, que trabalham para barrar sua indicação para a vaga aberta com a aposentadoria de Joaquim Barbosa. Os senadores José Sarney (AP), Eunício Oliveira (CE), Lobão Filho (MA) e seu pai, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ficaram incomodados com ações da Polícia Federal que atingiram líderes do partido durante a campanha eleitoral deste ano. As informações são da Folha de S. Paulo.

dirceu - prog. panico

O petista José Dirceu, condenado no mensalão, deixou na manhã desta terça-feira, 4, o presídio da Papuda em Brasília e não deve voltar mais. Na tarde dessa terça, Dirceu pode ganhar o direito de cumprir o restante da pena de 7 anos e 11 meses em casa. A saída de Dirceu foi marcada por tumulto e empurra-empurra causados por desentendimento entre seguranças do ex-ministro e um repórter do programa Pânico na TV, da Rede Bandeirantes. Informações do Estado de S. Paulo.

Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
dirceu Dida Sampaio-Estadão Conteúdo

Da Veja:

Depois de permanecer 11 meses e vinte dias preso em uma cela, o ex-ministro da Casa Civil e condenado no julgamento do mensalão, José Dirceu, deve receber nesta terça-feira o direito de cumprir o restante de sua pena em casa. Ele deve assinar no início da tarde um termo na Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal que o libera para a prisão em regime domiciliar, já autorizada pelo Supremo Tribunal Federal.

Editorial, Gazeta do Povo:

Os filiados, simpatizantes e eleitores do PT realmente concordam que o partido exalte como heróis os artífices do mensalão?

José Dirceu está a apenas uma audiência de deixar definitivamente a Papuda. Mensaleiro condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a sete anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto, Dirceu não vai passar nem um ano na cadeia. Preso em 15 de novembro do ano passado, o ex-ministro-chefe da Casa Civil conseguiu abater 142 dias de sua pena graças à leitura de livros, estudo e trabalho. Com isso, ele antecipou o cumprimento de um sexto da pena, requisito para pedir a progressão de regime.

Foto: Fábio Rossi – Agência O Globo
Cosenza

Do Globo:

O diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, sucessor de Paulo Roberto Costa no cargo, disse na tarde desta quarta-feira em depoimento à CPI mista da Petrobras que “nunca ouviu falar” de desvios de recursos ou formação de cartel para a realização de obras para a companhia. Cosenza destacou que a empresa realiza apurações internas e acompanha as investigações sobre o tema.

O relator da comissão, Marco Maia (PT-RS), utilizou declarações de Costa em depoimento a Justiça para questionar o sucessor sobre eventual propina de 3% nos contratos, repasses a partidos políticos e formação de cartel das grandes empreiteiras fornecedoras da Petrobras. Para todas elas, a resposta foi semelhante.

— Nunca ouvi falar — repetiu.

Foto Marcos Borges/ Arquivo Gazeta do Povo luiz_carlos_delazari

O advogado Luiz Carlos Delazari faleceu ontem (quinta-feira, 23), aos 70 anos, vítima de um enfarte. Ele deixa três filhos e sua esposa, Aldaides Ferreira Delazari. Ele assumiu a Ouvidoria Geral da Corregedoria do Paraná em 2003, foi procurador-geral de Justiça do Paraná de 1992 a 1993, assessor para assuntos de segurança e justiça da prefeitura de Curitiba de 1986 a 1989, durante gestão de Roberto Requião (PMDB), e foi chefe de gabinete da Secretaria de Justiça durante o governo de José Richa, de 1973 a 1977. Como ouvidor do estado, em 2008, Delazari presidiu a Comissão especial de indenização a ex-presos políticos. O velório acontece hoje, das 8 às 17 horas, na Capela Vaticano, na sala diamante.

Bernardinho-tecnico-da-selecao-brasileira-de-volei-durante-final-do-Mundial-na-Polonia-size-620-300x168

Do Lauro Jardim:

Aécio Neves desistiu de anunciar, conforme havia prometido, os nomes do seu ministério antes de as urnas se abrirem. Mas alguns são dados como certos por quem conversa com ele.

Antonio Anastasia ocuparia um superministério da Infraestrutura, que reuniria as atuais pastas da Cidade, Transportes, Portos, Integração Nacional e Minas e Energia. Bernardinho iria para os Esportes. José Serra vai para o governo, provavelmente para o Itamaraty.

Armínio Fraga, que todo mundo sabe para onde irá se Aécio for eleito, claro, esteve em Nova York na quinta-feira, 16, com a cúpula do J.P. Morgan tratando de sua saída da Gávea Investimentos, controlada pelo banco americano.

Assunto que voltou à tona na atual campanha para o Palácio Iguaçu, o pagamento de aposentadoria para ex-governadores já mudou os rumos de eleições passadas e, mesmo retirada da Constituição, parece longe de ser extinta. Curiosamente, o regresso se deu com o senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo que venceu José Richa (PSDB) em 1990, na disputa pelo mesmo cargo, explorando justamente o pagamento do benefício. As informações são de Luís Fernando Wiltemburg na Folha de Londrina.

No fim de agosto, Requião obteve o direito de receber um montante de R$ 452,6 mil da sua aposentadoria especial como ex-governador, referente ao período de maio de 2011 a agosto de 2012. O pagamento foi suspenso naquela data sob o argumento de falta de amparo constitucional. À Folha de Londrina, a equipe do candidato disse que o pagamento é feito a todos os ex-governadores e que o valor a que ele tem direito é o mesmo pago à viúva de José Richa, mãe do atual governador Beto Richa (PSDB).