Tag

juiz

Browsing

juiz Paulo Bueno de Azevedo gleisi hoffmann e paulo bernardo

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) divulgou nota pública em apoio ao juiz federal Paulo Bueno de Azevedo, responsável pela autorização judicial que permitiu à Polícia Federal realizar diligência de busca e apreensão no apartamento em Brasília do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo. Segundo a nota, “o fato de o ex-ministro e investigado na representação criminal conduzida pelo magistrado ser casado com uma senadora da República, Gleisi Hoffmman, não estende a ele o privilégio de foro de que goza a senadora, nem lhe garante qualquer espécie de imunidade”. As informações são do Diário do Poder.

juiz-moro
O juiz Sérgio Moro esteve presente ontem, em Nova York, no jantar de gala promovido pela revista TIME para homenagear as cem personalidades mais influentes do mundo apresentadas na publicação. Ao ser questionado por jornalistas brasileiros se as investigações da Lava Jato estão paralisadas, Moro disparou: “Operação Lava Jato não é seriado de TV, que tem que ter capítulo toda semana”.

O juiz é o único brasileiro da lista e figura ao lado de líderes políticos mundiais como Barack Obama, Angela Merkel e Vladmir Putin.

“Sergio Moro é apenas um juiz, mas de um processo envolvendo um escândalo de corrupção tão grande que poder derrubar um presidente e talvez mudar a cultura de corrupção que há muito tem prejudicado o progresso de seu país”, escreve a publicação sobre o magistrado, na edição da revista sobre a lista, divulgada na semana passada.

revista- eua moro

A última edição da revista “Americas Quartely”, publicada pela Americas Society/Council of the Americas, é dedicada ao combate à corrupção em países da América Latina. Entre os destaques está o juiz Sergio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato no Paraná, que aparece caracterizado como um “caçador de corruptos” –a revista traz ele ao lado do promotor colombiano Iván Velásquez e da procuradora-geral da Guatemala, Thelma Aldana, ao estilo dos personagens do filme “Os caça-fantasmas”. As informações são da Folha de S. Paulo.

moro e fachin_ foto AR gazeta do povo

da Gazeta do Povo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin e o juiz Sergio Moro receberam na noite deste domingo (13) a comenda de cavalheiros da Confraria da Boca Maldita, durante o tradicional jantar anual da entidade que, desde 1956, acontece sempre no dia 13 de dezembro.

No hall de entrada do hotel Four Points by Sheraton, homenageados da noite e membros da Confraria conversavam amistosamente antes do início da entrega das comendas e do jantar de confraternização.

Autor da decisão que suspendeu o processo de impeachment de Dilma Rousseff na última terça-feira (8), Fachin circulou tranquilamente entre os demais convidados; Moro, conhecido pela timidez e discrição, também estava à vontade e alheio ao pequeno grupo que, do lado de fora do hotel, tentava fotografá-lo.

Foto: Moreira Moriz/ Agência Senado. requião_ foto Foto_ Moreira Moriz_ Agência Senado

Do senador Roberto Requião (PMDB-PR), via twitter:

“Sérgio Moro depois de ter prestado bom serviço ao país está dizendo disparates sobre o direito de resposta. Afaste-se para descansar”.

“Como no filme advogado do Diabo o heroico personagem cai nos braços da imprensa comandada por satanás. Decepção!”

“Vaidade,que merda é a vaidade.O que pode fazer com um homem até então sério! Comeu a maçã?”

moro - debate

Em debate na ontem (quinta-feira, 24) em São Paulo, quatro empresários questionaram o juiz federal Sérgio Moro se a prisão do ex-presidente Lula era uma “questão de tempo”. Moro disse: “não falo sobre o que acontece ou não acontece na investigação para o futuro”. O evento reuniu cerca de 600 convidados do Lide. Lula não é investigado na Operação Lava Jato, mas antigos aliados seus, quadros históricos do PT, como José Dirceu (ex-ministro-chefe da Casa Civil) e João Vaccari Neto (ex-tesoureiro do partido) foram presos por ordem de Moro. As informações são do Estadão.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil sergio moro- FRP - agencia brasil

d’O Globo:

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo julgamento das ações da operação Lava-Jato, criticou nesta sexta-feira, em palestra durante o 10º Congresso Internacional da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em São Paulo, a “demonização” de sua imagem.

— Não sou nenhuma besta fera — disse Moro, quando questionado sobre a pressão de setores insatisfeitos pela maneira com que conduz o julgamento das ações.

No início da semana, a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Edinho Silva, criticaram o “vazamento seletivo” do conteúdo da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC.

fachin-juiz

O ministro Edson Fachin se declarou suspeito de relatar um inquérito sigiloso derivado das investigações do mensalão que tramita no STF. Com a decisão, o inquérito foi redistribuído para o ministro Dias Toffoli. O inquérito corre sob segredo de Justiça e é um desmembramento das investigações que resultaram no processo do mensalão. As informações são do Estadão.