Tag

juiz

Browsing

sergiomoro1

Após fazer uma série de ressalvas ao acordo de delação premiada do ex-presidente da empreiteira Camargo Corrêa Dalton Avancini e a realização de novos interrogatórios, o juiz federal Sergio Moro acabou homologando a peça. Isso só ocorreu depois de o réu ter prestado novos esclarecimentos. Avancini foi preso em 14 de novembro e solto em 30 de março após fechar um acordo de delação com os procuradores e delegados da Polícia Federal que atuam na Lava Jato. As informações são da Folha de Londrina.

Avancini cumpre prisão domiciliar em São Paulo e é obrigado a usar tornozeleira eletrônica. Ele também se comprometeu a pagar uma multa de R$ 2,5 milhões, dos quais R$ 959 mil já foram quitados (eram os bens apreendidos pela PF). Um outro executivo da empreiteira, Eduardo Leite, revelou em acordo de delação que a empresa havia pago R$ 110 milhões em propinas.

juiz - furlan

“É algo impossível de se pensar, num país democrático, que uma emenda constitucional aprovada após 12 anos de tramitação seja suspensa por liminar, uma medida precária, e fique nessa indefinição, ao invés de a ADI ser julgada rapidamente pelo plenário. É um desrespeito à separação entre os poderes e à vontade do povo brasileiro, expressa por votação nas duas casas de leis” – do juiz Anderson Furlan sobre a liminar que suspende no STF a criação dos novos tribunais regionais federais.

O juiz federal Sérgio Moro disse que a Operação Lava Jato “tem cotidianamente se deparado com um quadro de corrupção e lavagem de dinheiro sistêmicas”. Ao mandar prender o lobista Milton Pascowith, que pagou R$ 1,45 milhão para uma empresa de consultoria do ex-ministro José Dirceu (Casa Civil do governo Lula), o juiz assinalou que a investigação revela “indícios da prática sistemática e habitual de crimes de cartel, de fraude à licitação, de corrupção e de lavagem de dinheiro”. As informações são do Estadão.

dilma - lewandowski

O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, admitiu ontem (segunda-feira, 18) que o governo federal quer adiar para 2016 a primeira parcela do reajuste salarial escalonado para servidores do Judiciário. Lewandowski ressaltou essa é “uma proposta” que está na mesa de negociação e que a Justiça ainda tenta uma recomposição “emergencial” para este ano. As informações são do Estadão.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, virou atração em São Paulo na quinta-feira à noite. Moro foi tietado e recebeu manifestações de apoio durante o lançamento de livro na Livraria Cultura. Moro assinou com a mulher, Rosângela, o prefácio de Bem-vindo ao Inferno – A História de Vana Lopes, dos jornalistas Claudio Tognolli e Malu Magalhães.

A obra conta a trajetória de uma das vítimas de estupro do ex-médico Roger Abdelmassih, preso no ano passado no Paraguai. Moro foi aplaudido, recebeu flores e foi tratado como “herói”. “É ele, é o cara”, gritavam integrantes de grupos como Acorda Brasil, Vem pra Rua, Brasil Livre e Revoltados On-line, que lideraram manifestações contrárias ao governo Dilma Rousseff e à corrupção.

Outros cantavam o Hino Nacional, cumprimentavam o juiz e diziam “amém” e “nós te amamos”. Tímido, Moro cedeu a alguns pedidos de selfies e foi cercado também na calçada da Avenida Paulista. Ele disse que não se considera um herói nacional, mas que “é importante ter o apoio da população”.

unnamed

Leonel Rocha, Época

O governador do Pará, Simão Jatene (PSDB) assumiu a tarefa de pedir votos para a aprovação, no plenário do Senado na próxima terça-feira, 19, do nome do jurista Edson Fachin para o STF. Jatene recebeu a incumbência do colega governador do Paraná, Beto Richa, também tucano, amigo e defensor do nome de Fachin. Richa também telefonou ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e pediu ajuda para convencer senadores tucanos a votarem pela aprovação do jurista indicado pela presidente Dilma Rousseff. Fachin foi sabatinado durante mais de 12 horas na CCJ do Senado e aprovado por maioria de votos.

heber roberto lopes, keirrison e rafinha-2 Na foto, Heber Roberto Lopes aproveitando o verão catarinense ao lado de dois ídolos do Coritiba: Keirrison e Rafinha.

Via Site Oficial – Atlético Paranaense

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou a escala de arbitragem para a partida entre Goiás e Atlético Paranaense, marcada para o próximo sábado, às 18h30, no Estádio Serra Dourada. Na escala consta o árbitro Heber Roberto Lopes para comandar o jogo em Goiânia.

Devido ao histórico do referido árbitro em partidas do Atlético Paranaense, o clube enviou ofício à CBF com protesto sobre a escala do mesmo para a partida de sábado. No ofício, o clube também solicita a mudança da arbitragem para o confronto com o Goiás.

requiao2227

Via Assessoria Roberto Requião:

Em seu comentário para as emissoras de rádio, nesta quarta-feira (13), o senador Roberto Requião disse que todas as boas iniciativas da presidente Dilma terão acolhida favorável no Senado, como foi a aprovação do jurista Luís Fachin para o Supremo Tribunal Federal pela Comissão de Constituição e Justiça , na terça-feira. No entanto, assegurou, essa boa vontade do parlamento não se repete com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, cujas medidas de ajustes econômicos vão quebrar o país.

pr - brasilia - fachin

Os paranaenses acompanham a sabatina do jurista Luiz Edson Fachin no Senado. Fachin foi indicado pela presidente Dilma Rousseff (PT) ao cargo de ministro no STF (Supremo Tribunal Federal). Na foto estão o deputado Ricardo Barros (PP); a desembargadora Rosana Fachin (mulher do jurista); Edson Fachin; o governador Beto Richa; o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano; a vice-governadora Cida Borghetti; e o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Ivan Bonilha.