Tag

juros

Browsing

O Globo

O Bradesco, segundo maior banco privado do país, registou em 2015 um lucro líquido de R$ 17,180 bilhões, um crescimento de 13,9% em relação ao registrado no ano passado. Esse crescimento foi possível devido aos maiores ganhos proporcionado pela intermediação financeira, ou seja, pelo efeito dos juros mais elevados, uma vez que a carteira de crédito avançou apenas 4,2% no período – para 2016, a instituição prevê que o total de empréstimos cresça entre 1% e 5%.

— Depois de anos ininterruptos de crescimento, com rápida expansão e superando mais de 50% do PIB o montante, é óbvio que agora, em um ciclo de desaceleração, as curvas de crescimento serão menores. Isso ocorre em função dessa atividade econômica que esfriou a demanda por novos empréstimos — afirmou o presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco, em teleconferência à imprensa.

Os juros do cartão de crédito atingiram em dezembro o maior patamar desde julho de 1999. Segundo balanço divulgado hoje pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade, as taxas fecharam em 258,26% ao ano (11,22% ao mês), o que representa aumento de 2,94% em relação a novembro de 2014. Em julho de 1999, os juros para a modalidade de crédito eram 278,88% ao ano.

dilma campanha - mil

Do Globo:

A economia brasileira cresceu 0,1% no terceiro trimestre, na comparação com os três meses anteriores, informou o IBGE nesta sexta-feira. A expectativa do mercado financeiro era de alta de 0,2%, segundo analistas ouvidos pela agência de notícias Bloomberg. Em relação ao terceiro trimestre de 2013, o Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos no país) cai 0,2%. Já no acumulado do ano, a alta é de 0,2%. Em valores correntes, o PIB foi de R$ 1,289 trilhão.

Do Globo:

Os bancos nunca cobraram juros tão altos das famílias brasileiras. A taxa média subiu de 42,8% ao ano para 44% ao ano em outubro. É a maior já registrada pelo Banco Central desde que passou a contabilizar os dados na nova série histórica iniciada em 2011. Esses são os juros médios dos empréstimos feitos com recursos livres, ou seja, aqueles que as instituições financeiras têm o poder de escolher a forma que empresta. A expectativa é que as taxas continuem a subir ainda mais.