Tag

lerner

Browsing

jaime lerner - roda viva

Do Painel, Folha de S. Paulo:

Em conversa com blogueiros em abril, o ex-presidente Lula lembrou que, quando fazia oposição a FHC, costumava “viajar o mundo falando mal do Brasil”. Disse que citava números sobre a miséria para impressionar, mesmo sem certeza de sua veracidade.
Em um debate em Paris com o então governador do Paraná, Jaime Lerner, Lula afirmou, arrancando aplausos:

—O Brasil tem 25 milhões de crianças de rua!

Ao fim do evento, Lerner chamou o petista de canto:

—Lula, não tem como o Brasil ter 25 milhões de crianças de rua… A gente não conseguiria nem andar!

lerner expresso - albari rosa

Da Gazeta do Povo:

Na década de 1970, o crescimento rápido de Curitiba exigia a modernização do sistema de transporte coletivo. A ideia era ousada: fazer uma rede de ônibus tão eficiente quanto o metrô. Foi um sistema bolado na capital, em 1972, que deu corpo ao que se transformaria no primeiro Bus Rapid Transit (BRT) do mundo.

Era simples: uma via larga, dividida em três pistas de tráfego, sendo duas em sentido oposto, de fluxo lento para veículos, e uma exclusiva para os ônibus. O sistema expresso começou a operar em 1974, ligou a região Norte ao Sul da capital paranaense e revolucionou as redes de transporte.

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner recorda que, no início dos anos de 1970, o consenso era de que cidades com um milhão de habitantes precisavam de um sistema de metrô. Curitiba estava quase lá – com cerca de 750 mil pessoas – e sem dinheiro para o trem subterrâneo. “Pensamos no que o metrô tem de bom: a rapidez, embarque direto, frequência dos carros. Por que não na superfície?”, lembra.

requiao_lerner-470x270

De Rogério Galindo, Gazeta do Povo:

O ex-governador Jaime Lerner conseguiu reverter uma decisão judicial e ganhou direito a uma indenização de R$ 30 mil por uma declaração feita por Roberto Requião em 2010. Essa é a primeira ação movida diretamente por Lerner contra Requião. Há mais uma esperando julgamento.

Lerner acusa Requião de danos morais. Em fevereiro de 2010, quando ainda era governador, Requião disse à imprensa que imaginava que Lerner estava preso. Disse que o ex-governador tinha sido condenado a nove anos e que só por ter sabido que ele havia publicado um artigo na imprensa percebeu que ele “ainda estava solto”.

Lerner foi à Justiça e conseguiu uma sentença favorável em primeiro grau. Requião recorreu dizendo que Lerner realmente tinha uma sentença contra ele condenando-o a 3 anos de cadeia, mas que havia prescrito. Requião venceu por dois votos a um. Como a decisão não foi unânime, Lerner pôde pedir recurso por embargos infringentes.

Na nova decisão, de julho, Lerner venceu novamente e Requião foi condenado a pagar R$ 30 mil. Lukiz Fernando Delazari, assessor jurídico de Requião, informa que o senador vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal.

José Cid Campêlo Filho, advogado de Lerner, diz que dificilmente os tribunais mudarão a decisão, já que não costumam entrar em questão de mérito, limitando-se normalmente a avaliar o valor a ser pago.