Tag

mala

Browsing

Foto: André Coelho/ O Globo gleisi - andré coelho_o globo

Pedido de ajuda financeira teria partido de Paulo Bernardo, ex-ministro das Comunicações e marido da senadora.

de Renata Mariz, O Globo:

Declarações do doleiro Alberto Youssef, em depoimento prestado no último dia 11 à Polícia Federal, em Curitiba, detalham o suposto pagamento de dinheiro desviado do esquema de corrupção na Petrobras para a campanha da senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) em 2010. O pedido de ajuda financeira, segundo o doleiro, partiu do marido dela, o ex-ministro das Comunicações Paulo Bernardo. Um empresário de Curitiba, Ernesto Kugler, ainda de acordo com Youssef, recebeu “em três ou quatro operações” R$ 1 milhão em nome do casal.

Jonathan Campos / Agência de Notícias Gazeta do Povo
bibinho - Jonathan Campos - Agência de Notícias Gazeta do Povo

bibinho031141 Da Gazeta do Povo:

O ex-diretor geral da Assembleia Legislativa do Paraná, Abib Miguel, 74 anos – conhecido como Bibinho – foi preso quando recebia aproximadamente 70 mil reais em uma mala no Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek de Brasília (foto), no final da manhã desta sexta-feira (28). A prisão faz parte da operação “Argonauta”, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Paraná. Ele foi detido por força de um mandado de prisão temporária.

Foram presos também os dois filhos dele: Luciana de Lara Abib, 30 anos, e Eduardo Miguel Abib, 32, em Curitiba. Outros suspeitos, Edivan Bataglin e Sandro Bataglin, também foram detidos. Edivan é o homem que entregava o dinheiro a Bibinho no aeroporto. A operação está cumprindo mandados 14 mandados de busca e apreensão, além de cinco de prisão temporária, no Paraná, Amapá, Rio Grande do Sul e Goiás com apoio dos Gaecos locais.

assad
Sigilos bancários obtidos por ISTOÉ mostram que o empresário Adir Assad (foto), operador flagrado no escândalo da Delta, recebeu dinheiro do esquema Petrobras, através do doleiro Alberto Youssef, para repassar a políticos

Há poucas semanas, a Polícia Federal recebeu um arquivo digital com a quebra do sigilo bancário das empresas do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. São milhares de transações realizadas nos últimos oito anos: depósitos, transferências e saques de bilhões de reais oriundos de contratos de fornecedores da Petrobras – dinheiro que saiu dos cofres da estatal para abastecer o esquema de corrupção que pagou deputados, senadores, governadores e até ministros. Ao analisar detalhadamente esse material, os investigadores encontraram um personagem misterioso que pode ser a chave para comprovar a distribuição de propina a políticos de diferentes legendas. Esse personagem chama-se Adir Assad, empresário libanês apontado como intermediário de propinas de outro escândalo recente, envolvendo fraudes em contratos da empreiteira Delta com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Leia mais na ISTOÉ.