Tag

marta

Browsing

do Painel, Folha de S. Paulo:

Sentados lado a lado durante a posse do ministro Edson Fachin no STF, senadores se divertiam com o rito da corte. Quando o presidente Ricardo Lewandowski chamou Luís Barroso de o ministro mais “moderno”, por ter sido o último a ingressar, muitos se entreolharam:

–Moderno? Que diferente, né? –comentou Marta Suplicy (sem partido-SP) com Roberto Requião (PMDB-PR).

Em seguida, se surpreenderam com a rapidez da solenidade, pouco mais de dez minutos.

–Quando não se precisa do voto popular os ritos são diferentes –comparou o líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE).

lula1

Do Lauro Jardim:

Lula está por trás ou não da fala de Gilberto Carvalho na segunda-feira e da carta de demissão de Marta Suplicy na terça-feira?

Se não quisesse deixar dúvidas sobre o que acha desses rumores, que só prejudicam sua companheira Dilma Rousseff, bastava que Lula, sempre tão falante, soltasse uma nota de apoio à presidente ou mesmo gravasse algo para ser exibido nas redes sociais. Como não se movimentou até agora…

Do Painel, Folha de S. Paulo:

Marta Suplicy reassume hoje o mandato no Senado. A aliados, a ex-ministra da Cultura disse que aguardaria só a publicação de sua exoneração no Diário Oficial para retomar a cadeira. Nessas conversas, Marta atribuiu a saída antecipada a Aloizio Mercadante (Casa Civil), que mandou assessores cobrarem dos ministros as cartas de demissão. Como a sua já estava escrita e tinha sido, inclusive, levada nos dois encontros com Dilma Rousseff, Marta não viu por que adiar mais a decisão.

Painel, Folha de S. Paulo:

Guido Mantega (Fazenda) ficou irritado com as críticas de Marta Suplicy à política econômica do governo, explicitadas na carta de demissão da senadora do Ministério da Cultura. Em conversa com auxiliares, o ministro, cuja saída do cargo também é iminente, rebateu a ex-ministra: “Das duas, uma: ou ela se rendeu ao discurso do mercado financeiro ou quer desviar atenção de sua gestão na Cultura”. E prosseguiu: “E não faltou dinheiro no ministério dela. O que faltou? Talento?”.

De Cristiana Lôbo, G1:

Marta Suplicy, que formalizou seu pedido de demissão do cargo de ministra da Cultura, pode não ser a única a entregar o cargo. Outros ministros, estimulados pela Casa Civil a colocar o cargo à disposição, começam a fazer o mesmo. São aqueles que, como Marta, já sabem que não vão permanecer na equipe do segundo mandato de Dilma Rousseff.

Foto: André Coelho / Agência O Globo
marta - foto andré coelho
Desgastada com a presidente depois de apoiar o movimento “volta, Lula”, petista voltará para o Senado.

De O Globo:

Ministra da Cultura, Marta Suplicy enviou, na manhã desta terça-feira, sua carta de demissão à presidente Dilma Rousseff, que está em viagem ao exterior. No documento, entregue na Casa Civil, a petista deseja que a presidente “seja iluminada ao escolher sua nova equipe de trabalho, a começar por uma equipe econômica independente, experiente e comprovada, que resgate a confiança e credibilidade ao seu governo”.