Tag

milhões

Browsing

Requiao_Castellano-300x197

do Rogério Galindo, Gazeta do Povo:

O senador Roberto Requião (PMDB) andou reclamando em público do Blog Caixa Zero por ter afirmado que já no governo dele foram se acumulando dívidas do Executivo com o ParanáPrevidência. A afirmação estava em um post que criticava a decisão de Beto Richa (PSDB) de desmontar a poupança que vinha sendo feita pelo estado para reduzir, no futuro, a pressão do pagamento dos aposentados sobre o caixa do estado (leia aqui a análise).

beto -- richa

O governador Beto Richa vai encarar um período de turbulências. A malta corporativista ameaça com protestos, manifestações e insultos. Compreende-se. Enfim um governador decidiu sepultar vícios políticos da nossa tradição tupiniquim, a começar pelo hábito de governar para unicamente garantir a próxima eleição, e se pôs a administrar o Estado com obstinada determinação de reduzir despesas, enxugar a máquina e corrigir desvios acumulados em décadas por uma estrutura burocrática mal acostumada a benesses e boa dose de laborfobia.

ex-prefeito-marilia-jose-ticiano-dias-toffoli-pt-20141127-001-size-598

Da Veja:

O Ministério Público Federal denunciou nesta quinta-feira cinco pessoas acusadas de desviar 57 milhões de reais de recursos repassados pela União a áreas de educação e saúde no município de Marília, no interior de São Paulo. Entre os denunciados, está o ex-prefeito da cidade José Ticiano Dias Toffoli (PT), irmão mais velho do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Antonio Dias Toffoli.

Do Globo:

Negociações conduzidas pelo ex-diretor de Serviços Renato Duque e o ex-gerente-executivo de sua diretoria Pedro Barusco levaram a Petrobras a pagar pelo menos R$ 764,9 milhões em 56 transações extrajudiciais — mecanismo que permite a fornecedores fazer acordos com a contratante quando os contratos já estão encerrados e para evitar que divergências sobre pagamentos cheguem à Justiça.

Os investigadores da Opera­­ção Lava Jato calculam que vão recuperar R$ 500 milhões com acordos de delação premiada formalizados até março do próximo ano, quando devem se encerrar os trabalhos da força-tarefa do Ministério Público Federal que investiga o esquema de corrupção, desvios de recursos e pagamento de propinas na Petrobras. As informações são do Estadão.

beto coletiva

O Paraná vai economizar R$ 14 bilhões até 2028, ou R$ 20 milhões mensais no período, com novo indexador das dívidas de estados e municípios aprovado ontem (quarta-feira, 5) à noite pelo Senado Federal. O projeto segue agora para sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff (PT) e pode valer já a partir de 2015. Pressionados pelo resultados das urnas, os senadores aprovam por unanimidade o projeto que troca o indexador e reduz os juros das dívidas com o governo federal. O projeto prevê a redução de, no mínimo, 75% no saldo de R$ 481 bilhões das dívidas.

Ontem (terça-feira, 4) ao chegar ao Congresso Nacional em Brasília, o senador Aécio Neves (PSDB) disse que a presidente Dilma Rousseff (PT) tem que olhar para o Brasil e não só para o Congresso Nacional. “Quando o governo olhar para a oposição, eu sugiro que não contabilize mais o número de cadeiras no Senado ou na Câmara. Olhe bem e vai encontrar mais de 50 milhões de brasileiros que vão estar vigilantes, cobrando atitudes deste governo. (…) Nós somos hoje um grande exército a favor do Brasil e prontos para fazer a oposição que a opinião pública determinou que nós fizéssemos”, afirmou.