Tag

minas

Browsing

d’O Globo:

A casa da primeira-dama de Minas Gerais, Carolina Oliveira Pimentel, mulher do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, foi um dos alvos na manhã desta sexta-feira da Operação Acrônimo, da Polícia Federal, que tem como alvo empresários que doaram para partidos políticos na campanha de 2014. No total, 30 endereços de pessoas físicas e 60 empresas de Minas, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal foram incluídas na operação.

Antes de se casar com Fernando Pimentel, Carolina trabalhava como sua assessora de imprensa do petista no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Ela era contratada por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), órgão vinculado ao ministério liderado, na época, pelo petista.

dilma - estadao - debate sbt

Aécio Neves (PSDB) criticou a insistência de Dilma Rousseff (PT) em limitar o debate ao Estado de Minas Gerais. O tucano disse que o Estado foi ofendido por Dilma em todos os debates entre os presidenciáveis. E, diante da insistência da petista, ironizou e afirmou que Dilma, se perder as eleições e estiver desempregada a partir de 2015, poderia pensar em uma candidatura ao governo de Minas Gerais.

dilma aécio - veritá MG

Pesquisa Veritá apontou que Aécio tem 57% dos votos válidos de Minas Gerais, contra 43% de Dilma Rousseff. Se o número de eleitores for o mesmo do último dia 5, Aécio estará abrindo cerca de 1,6 milhão de votos sobre a petista. Com um detalhe: Dilma começa a perder votos e a ter uma votação menor do que no primeiro turno.

A onda que levou o candidato presidencial Aécio Neves (PSDB) ao segundo turno permitiu ainda, três dias depois das eleições do dia 5 de outubro, que ele superasse a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), em Minas Gerais, onde chegou a cair para o terceiro lugar após a morte do ex-candidato presidencial Eduardo Campos (PSB), que foi substituído por Marina Silva.

Brazilian German Economic Meeting 2013

De Bruno Peres, Valor:

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, disse nesta terça-feira que dedicará toda sua atenção a São Paulo, maior colégio eleitoral do país, com propostas específicas para a região.

“São Paulo é um Estado muito importante. Não acho que dá para ganhar sem Estado nenhum, vou tentar ganhar em todos os Estados”, afirmou Dilma. A presidente obteve 25,82% dos votos dos paulistas no primeiro turno e Aécio, 44,22%.