Tag

ministério

Browsing

Do Painel, Folha de S. Paulo:

O feriado vem aí, e a agenda de Luiz Inácio Lula da Silva prevê viagens a Foz do Iguaçu e, em seguida, ao Uruguai. Até ontem, Dilma Rousseff não havia dado um telefonema para o antecessor para pedir que ele cancele o roteiro e desembarque em Brasília para, juntos, discutirem a reforma ministerial. Auxiliares da presidente e do petista demonstravam ansiedade ontem com a demora na definição do novo ministro da Fazenda, prometida por ela para quando voltasse da reunião do G20.

Do Painel, Folha de S. Paulo:

Marta Suplicy reassume hoje o mandato no Senado. A aliados, a ex-ministra da Cultura disse que aguardaria só a publicação de sua exoneração no Diário Oficial para retomar a cadeira. Nessas conversas, Marta atribuiu a saída antecipada a Aloizio Mercadante (Casa Civil), que mandou assessores cobrarem dos ministros as cartas de demissão. Como a sua já estava escrita e tinha sido, inclusive, levada nos dois encontros com Dilma Rousseff, Marta não viu por que adiar mais a decisão.

EDUARDO-CUNHA1

Do Lauro Jardim:

Uma das maiores incógnitas na escolha do novo ministério de Dilma Rousseff é o quanto o fator Eduardo Cunha vai pesar na definição dos nomes.

O que está em jogo é o seguinte: o deputado Eduardo Cunha é o favorito na disputa para a presidência da Câmara. Se Dilma precisar partir para o embate pesado contra ele, como parece ser o caso, inevitavelmente terá que fazer o jogo do toma-lá-dá-cá com os partidos para derrotá-lo.

Em resumo, Dilma poderá distribuir ministérios às bancadas em troca de votos contra Cunha. Isso dará outra cara ao time de Dilma.

Do Boca Maldita

É história digna de conto do Dalton. Senhora ilustre e de rara inteligência pegou o celular do seu gajo e descobriu a vida (ou tentativa de) sexual do atleta. Irada, levou o celular com denúncia ao Ministério Público, pois o aparelho é de propriedade do governo estadual, serve a um secretário e não pode ser usado para cantar as outras, inclusive as casadas. O gajo ficou aflito e de quatro dedos no ar, uiva contra a agora ex.

— Sou teu caboclo, dizia para as moças. Acaboclou-se

Foto: Antonio Moré
GleisiAntonioMore

De André Gonçalves, Gazeta do Povo:

Nove meses após deixar a Casa Civil para pavimentar a candidatura ao governo do Paraná, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) diz que não voltará ao ministério. “Não serei ministra. O certo é que serei senadora do Paraná pelos próximos quatro anos.”

Gleisi explica que já “teve sua participação” na primeira gestão da presidente Dilma Rousseff e que o natural agora é que novos nomes tenham uma chance. “Na campanha ela deixou claro que o governo passaria por mudanças, com ideias novas.”

franklin . f

Do Lauro Jardim:

De agora até o final de dezembro, choverão especulações sobre o novo ministério de Dilma Rousseff. Nada é certo ainda, salvo exceções, como a permanência de Aloizio Mercadante em alguma pasta muito poderosa.

De qualquer forma, a volta de Franklin Martins ao cargo de ministro é dada como muito provável por pelo menos dois ministros que despacham no Palácio do Planalto. Se Franklin for mesmo convidado, significará uma inflexão de Dilma no modo com que ela tratou de questões de imprensa em seu primeiro mandato.

Bernardinho-tecnico-da-selecao-brasileira-de-volei-durante-final-do-Mundial-na-Polonia-size-620-300x168

Do Lauro Jardim:

Aécio Neves desistiu de anunciar, conforme havia prometido, os nomes do seu ministério antes de as urnas se abrirem. Mas alguns são dados como certos por quem conversa com ele.

Antonio Anastasia ocuparia um superministério da Infraestrutura, que reuniria as atuais pastas da Cidade, Transportes, Portos, Integração Nacional e Minas e Energia. Bernardinho iria para os Esportes. José Serra vai para o governo, provavelmente para o Itamaraty.

Armínio Fraga, que todo mundo sabe para onde irá se Aécio for eleito, claro, esteve em Nova York na quinta-feira, 16, com a cúpula do J.P. Morgan tratando de sua saída da Gávea Investimentos, controlada pelo banco americano.

Foto: Geraldo Magela / Agência Senado costaGERALDO_MAGELA_AG_SENADO

De Amanda Audi Gazeta do Povo:

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa teria sido convidado para assumir o Ministério das Cidades em março deste ano, poucos dias antes de ser preso pela Polícia Federal (PF) na Operação Lava Jato. A informação consta de uma troca de mensagens entre o doleiro Alberto Youssef e o deputado federal Luiz Argôlo (SD-BA) de 13 março – mesmo dia em que foi anunciada a substituição de seis ministros, entre eles o das Cidades, pela presidente Dilma Rousseff (PT). A conversa foi interceptada pela PF e estava sob sigilo até o início deste mês. Os diálogos não deixam claro se o convite teria sido feito pela própria presidente ou pelo PP, partido que controla o ministério.

Secretaria de Estado da Saúde do Paraná / SESA:

Autoridades sanitárias de Foz do Iguaçu e da Secretaria Estadual da Saúde descartaram a suspeita de ebola em paciente atendido na Unidade de Pronto Atendimento João Samek, no município de Foz.

O paciente, um homem de 22 anos, é brasileiro, filho de libaneses, morador de Foz do Iguaçu que esteve em viagem internacional pela China, Dubai, Líbano e Itália. Procurou atendimento na madrugada desta quinta-feira (16) com febre, náuseas e icterícia.