Tag

ministra

Browsing

gleisi - maria - ministra

O colunista Augusto Nunes, da Veja.com, resolveu fazer uma enquete em seu blog para saber qual a pior ministra de 2014. E a senadora Gleisi Hoffmann pode terminar o ano com mais uma derrota no currículo.

Por enquanto, Gleisi (ex-Casa Civil) está em 2º lugar, com 28%, atrás de Maria do Rosário, que tem 41% dos votos. Ideli Salvatti (18%), Miriam Belchior (7%), Marta Suplicy (6%) e Iriny Lopes (1%) completam a lista.

Foto: André Coelho / Agência O Globo
marta - foto andré coelho
Desgastada com a presidente depois de apoiar o movimento “volta, Lula”, petista voltará para o Senado.

De O Globo:

Ministra da Cultura, Marta Suplicy enviou, na manhã desta terça-feira, sua carta de demissão à presidente Dilma Rousseff, que está em viagem ao exterior. No documento, entregue na Casa Civil, a petista deseja que a presidente “seja iluminada ao escolher sua nova equipe de trabalho, a começar por uma equipe econômica independente, experiente e comprovada, que resgate a confiança e credibilidade ao seu governo”.

Foto: Antonio Moré
GleisiAntonioMore

De André Gonçalves, Gazeta do Povo:

Nove meses após deixar a Casa Civil para pavimentar a candidatura ao governo do Paraná, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) diz que não voltará ao ministério. “Não serei ministra. O certo é que serei senadora do Paraná pelos próximos quatro anos.”

Gleisi explica que já “teve sua participação” na primeira gestão da presidente Dilma Rousseff e que o natural agora é que novos nomes tenham uma chance. “Na campanha ela deixou claro que o governo passaria por mudanças, com ideias novas.”

gleisi - dilma 2

Do Blog Caixa Zero, da Gazeta do Povo:

Na sexta passada, quando a senadora Gleisi Hoffmann (PT) deixou de subir no carro e no palanque ao lado de Dilma Rousseff (PT) na campanha em Curitiba, todos estranharam. Onde estava a ex-ministra da Casa Civil, a principal aliada de Dilma no Paraná?

Especulou-se que ela poderia não ter desejado ficar ao lado de Osmar Dias (PDT), já que os dois estão numa pequena crise particular por o ex-senador não ter feito campanha para ela. A explicação oficial foi de que Gleisi estava articulando um encontro de Dilma com Christiane Yared (PTN). Mas justo na hora do comício?

gleisi 2

De Fausto Macedo, Ricardo Brandt – O Estado de S. Paulo:

Em delação premiada, Costa afirma que repasse para a campanha da senadora ‘se comprova’ na inscrição que ele próprio lançou em sua agenda pessoal, apreendida pela Polícia Federal, na qual ele anota: ‘PB 0,1’, uma suposta referência a Paulo Bernardo

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou na delação premiada ao Ministério Público Federal que, em 2010, o esquema de corrupção na estatal repassou R$ 1 milhão para a campanha ao Senado da petista Gleisi Hoffmann (PR). Em 2011, no início do governo da presidente Dilma Rousseff, ela se licenciou do mandato para assumir o cargo de ministra-chefe da Casa Civil – posto que ocupou até fevereiro deste ano.

gleisi voto A IstoÉ aponta que Gleisi Hoffmann (PT), apesar da proximidade da presidente Dilma Rousseff(PT) e de ocupar a chefia da Casa Civil, o mais importante ministério, continua patinando nos 10% das intenções de votos, em 3º lugar nas pesquisas no Paraná.

“Depois de utilizarem por anos os canais oficiais do governo para autopromoção, quatro ministros que deixaram os cargos para disputar o governo não demonstram vigor eleitoral”, diz a revista, citando, além de Gleisi,Alexandre Padilha (PT), Fernando Pimentel (PT) e Crivella (PRB).

Leia, aqui, a matéria Ministros ruins de voto, de Izabelle Torres, na íntegra.

Polícia Civil faz perícia na UPP da Rocinha para investigação do desaparecimento de Amarildo (Ana Branco / O Globo).

De O Globo:

BRASÍLIA — A ministra da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, disse nesta sexta-feira que a suspeita número um do desaparecimento do pedreiro Amarildo de Souza é a polícia. Ela informou que o governo está preocupado com o caso do morador da Rocinha, abordado no dia 14 de julho por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade e desde então, desaparecido.

— A situação do Amarildo não pode cair numa amplitude tal que tenhamos como resposta dizer que muitas pessoas estão desaparecidas após uma abordagem policial, mas não há nenhuma dúvida de que o inquérito ter sido levado para a Divisão de Homicídios e ter sido identificada a responsabilidade. A primeira suspeição que devemos ter é a de responsabilidade pública pelo desaparecimento — disse.

Do Painel, Folha de S.Paulo:

Telefone sem fio A ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) contrariou orientação do Palácio do Planalto ao responsabilizar a oposição pelo boato sobre o fim do Bolsa Família. A ordem de Dilma Rousseff era que os ministros tratassem a questão, nas palavras de um auxiliar, como “assunto policial”, script adotado por Tereza Campello (Desenvolvimento Social) e José Eduardo Cardozo (Justiça). Rosário recuou no Twitter após ser informada da reação negativa à polêmica que ela suscitou.

Saiba mais:
Quem ganha com o boato do fim do Bolsa Família?
Alvaro Dias: ministra foi “irresponsável”
Ministra culpa oposição por boato, mas diz que é ‘mera opinião’
‘Foi desumano e criminoso’, diz Dilma sobre boato de fim do Bolsa Família