Tag

nas ruas

Browsing

Mary Zaidan

Embalada nos 51 milhões de votos do candidato Aécio Neves, a oposição acordou. Exibindo articulação inédita, foi capaz de criar constrangimentos, denunciar manobras e até mesmo impor derrotas, ainda que parciais, à acachapante maioria governista. Incansável, protagonizou uma das mais longas sessões contínuas do Congresso Nacional, expondo chagas que Dilma, mesmo vitoriosa nas urnas, aprofunda em vez de cicatrizar.

Desacostumados com oposição fazendo oposição, governistas e a própria presidente foram pegos de surpresa. Ficaram atônitos.

Ilimar Franco

O combate agressivo da oposição ao governo Dilma não é passageiro. O PSDB pretende manter essa “pressão total” e disputar a opinião pública de forma permanente nos próximos quatro anos. Seus dirigentes avisam que não tem mais “esse negócio de descer do palanque”. Prometem seguir a receita americana e fazer campanha “full time”. E garantem que nunca mais alguém poderá afirmar que não tem oposição.