Tag

nepotismo

Browsing

mail.google.com

A ministra Cármen Lúcia (STF) será a relatora da ação que questiona a nomeação de Maurício Requião como conselheiro do Tribunal de Contas. Na ação, que tramita desde 2009, o ministro Ricardo Lewandowski concedeu liminar e suspendeu a nomeação do irmão do senador Roberto Requião (PMDB-PR) ao cargo. A ação, ajuizada por José Rodrigo Sade, tem com base na súmula vinculante número 13, que veda o nepotismo na administração pública. Na época, Requião era governador do Estado e nomeou o irmão ao TCE.

Do G1 PR, com informações da RPC TV:

O Ministério Público do Paraná decidiu investigar as denúncias contra a prefeita de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, Beti Pavin (PSDB). Uma reportagem da RPC TV mostrou que ela teria contratado pelo menos 12 parentes dela e do presidente da Câmara José Renato Strapasson (PTB), conhecido como Pelé.

Conforme a reportagem, todos os parentes ingressaram na prefeitura a partir de janeiro deste ano. Eles foram contratados em cargos de comissão. Ao todo, são quatro secretários municipais, três diretores de departamento, três chefes de setor, um secretário de gabinete e uma procuradora. Para o Ministério Público, essas contratações são ilegais. O MP pediu à prefeitura que envie, em até 10 dias, o nome de todos os comissionados contratados pela atual gestão.

Saiba mais:
Beti Pavin emprega 12 parentes na prefeitura de Colombo

Beti Pavin, Prefeitura, Colombo, nepotismo, parentes

Do G1 PR, com informações da RPC TV Curitiba:

Na prefeitura de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, doze funcionários são familiares da prefeita Beti Pavin (PSDB) e do vereador e ex-prefeito interino, José Renato Strapasson (PTB). São quatro secretários municipais, três diretores de departamento, três chefes de setor, um é secretário de gabinete e uma é procuradora. Todos foram nomeados neste ano e, de acordo com o Ministério Público (MP), de forma ilegal.

Este mandato na Prefeitura de Colombo teve um início conturbado. Apesar de Beti Pavin ter sido eleita, José Renato Strapasson, chamado de Pelé, assumiu o cargo. Isso porque Pavin foi considerada ficha suja pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A decisão, que a tornou inelegível, foi tomada ainda antes das eleições de 2012, mas, como Pavin não indicou outro nome para encabeçar a chapa, os votos concedidos a ela foram considerados nulos. Em fevereiro, o imbróglio jurídico foi resolvido parcialmente quando o ministro Marco Aurélio Mello, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em uma decisão monocrática, concedeu uma ação cautelar que permitiu que a tucana assumisse o cargo.