Tag

ônibus

Browsing

Publicada no diário do TCE na segunda-feira, 29, a decisão final dos conselheiros do órgão sobre o relatório da auditoria do transporte coletivo de Curitiba de 2013, determina que a Urbs retire 14 itens da planilha de custos da tarifa. Como resultado, o valor da passagem atualmente em R$ 3,30, seria reduzido. As informações são do Metro/Curitiba.

O acórdão do TCE estabelece que o tribunal acompanhe a efetiva execução das determinações e também a analisa as condições da manutenção da integração com a região metropolitana, mas não impõe a anulação de contratos e realização de nova licitação, como a decisão liminar de janeiro do ano passado, que também sugeria a redução da tarifa técnica em R$ 0,43, quando ela era de R$ 2,99.

Via AN – Prefeitura de Curitiba:

A partir da zero hora deste sábado (6), a tarifa do transporte coletivo terá um único valor, tanto para o pagamento em dinheiro quanto no cartão transporte, atendendo compromisso assumido com o Ministério Público do Estado do Paraná.

O valor único de R$ 3,30, já praticado para pagamento em dinheiro, foi definido com base nos aumentos dos itens que compõem a remuneração das concessionárias, bem como na necessidade de equilíbrio financeiro do sistema.

O desconto de 15 centavos na tarifa no cartão transporte entrou em vigor no dia 6 de fevereiro. Posteriormente, em março, por iniciativa do Ministério Público, a Urbs firmou um termo de ajuste no qual foi concedido um prazo de três meses para manutenção da diferenciação na tarifa.

greca - ônibus1

Via facebook, Rafael Greca não poupou críticas ao projeto de lei municipal que pretende destinar espaços publicitários nos ônibus de Curitiba. Para o ex-prefeito, “isso é brincar com o povo”, e o projeto, de acordo com Greca, não viabilizaria a diminuição da tarifa.

O texto da postagem é o que segue:

“Projeto de lei municipal para propaganda nos ônibus de Curitiba é inócuo. Ridículo dizer que vai “abaixar a tarifa” em R$ 10 milhões por ano. Num único dia o faturamento é 2 milhões de passagens a R$ 3,60= R$ 7.200.000,00. Num ano é de reais 2 bilhões 638 milhões de reais. Com o projeto seria 2 bilhões 628 milhões. R$ 10 milhões divididos por 2 milhões x 365 = R$ 0,013 ou 1 centavo por passagem. Isso é brincar com o povo. Pode poluir mais o visual, agradar empresas de anúncios , enriquecer concessionârios, distribuir comidsões – mas pouquíssimo adiantará para baratear ou melhorar transporte.”

jaime lerner3333

Arquiteto, urbanista e ex-governador, Jaime Lerner falou de mobilidade no Smart City Business América, congresso que acontece em Curitiba. Nesta entrevista, ele fala do sistema de BRT, do metrô e soluções para a capital. As informações são da Gazeta do Povo.

O sistema de BRT de Curitiba vive em meio a críticas de usuários. A atual gestão defende o metrô dizendo que no eixo norte-sul ele está esgotado. O senhor concorda?
O sistema não está esgotado. Ele está sendo muito mal operado. Foi pensando para operar numa frequência a cada um minuto. Mas hoje para em cada esquina. Com isso, os tubos vão enchendo e colocam a culpa no custo. Daí a população começa a desistir de usar.

Foto: Antonio Nascimento – Banda B urbs - terminal -

da Banda B:

Uma nova birra entre a Urbs (Urbanização de Curitiba) e a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) impediu que passageiros que vinham de Araucária, pela Linha Araucária/CIC, desembarcassem no terminal da Cidade Industrial de Curitiba, na manhã desta quarta-feira (15). Um piquete por parte de fiscais da URBS e guardas municipais fez com que os passageiros precisassem descer em frente ao terminal e acessá-lo, literalmente, pela porta dos fundos.

O governador Beto Richa decretou na manhã deste domingo (15), luto oficial de três dias pela morte de 49 pessoas, a maioria moradores de União da Vitória, cidade da região sul do Estado, em acidente com ônibus em Santa Catarina (leia aqui sobre a tragédia). “Meus sentimentos e orações pelas vidas que se foram nesse gravíssimo acidente”, disse Richa. “Que Deus conforte os familiares e amigos nesta hora tão difícil.”

A Defesa Civil, Polícia Militar e a Polícia Civil do Paraná estão trabalhando com o governo de Santa Catarina e a prefeitura de União da Vitória em apoio às famílias das vítimas do acidente.

de Felipe Ribeiro e Juliana Cunha, Banda B:

Após reunião de última hora marcada para o início da tarde desta sexta-feira (6), no Ministério Público do Trabalho (MP-PR), o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região (Sindimoc) decidiu retirar o indicativo de greve e descartar assim paralisação na próxima segunda-feira (6).

Foto: Juliano Cunha/ Banda B fotogreve1

da Banda B:

A audiência marcada para discutir o reajuste de motoristas e cobradores de ônibus terminou sem acordo na tarde desta quinta-feira (5) e o sindicato que representa a categoria decidiu abrir indicativo de greve de 72 horas, como determina a lei em caso de paralisação. De acordo com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), o dissídio agora irá para julgamento pela Seção Especializada do Tribunal, que é composta por onze desembargadores. O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e região informa que durante a greve a frota será de 30% em todos os horários, inclusive no de pico.

Foto: Henry Milleo/ Gazeta do Povo
foto - gazeta do povo

Balancetes das viações de Curitiba e região têm movimentação de R$ 55,6 milhões com empresas menores, ligadas às permissionárias; auditores dizem que valor pode ser maior.

de Raphael Marchiori, Gazeta do Povo:

Balanços financeiros das empresas de ônibus de Curitiba analisados por auditores das comissões da tarifa colocam em dúvida o real faturamento do setor. As comissões suspeitam que empresários estão utilizando empresas menores do mesmo grupo familiar para drenar os lucros. Os balancetes das viações de dezembro de 2010 a junho de 2013 têm movimentações com outras empresas da família Gulin que ultrapassam R$ 55 milhões. São empréstimos, aprisionamentos de recursos e depósitos judiciais. Para especialistas, essas transações só ocorrem por conta de uma brecha no edital.