Tag

petrobrás

Browsing

WERTHER-SANTANA-ESTADaO-1-519x350

As equipes policiais estão cumprindo 17 ordens judiciais, sendo 7 conduções coercitivas e 10 mandados de busca e apreensão em São Bernardo do Campo, Santos e São Paulo

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 7, a Operação Caça-Fantasmas, a 32ª fase da Lava Jato. O alvo principal é Edson Paulo Fanton, representante do FP Bank do Panamá, no Brasil, contra quem foi expedido mandados de condução coercitiva e de busca e apreensão. Edson Fanton é parente de um delegado da Polícia Federal.

As equipes policiais estão cumprindo 17 ordens judiciais, sendo 7 conduções coercitivas e 10 mandados de busca e apreensão. Cerca de 60 policiais federais estão cumprindo as determinações judiciais nas cidades de Santos, São Bernardo do Campo e São Paulo. As informações são do Estado de S. Paulo.

lula

O ministro Teori Zavascki justifica a decisão apontando que “Tais fatos não possuem relação de pertinência imediata com as demais investigações relacionadas às fraudes no âmbito da Petrobrás.”

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, decidiu enviar para a Justiça de Brasília a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suposta participação na tentativa de impedir a colaboração premiada do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró.

Na peça, Teori sustenta que o caso não tem conexão direta com a Lava Jato e, por isso, não precisaria ser enviado para a 13ª Vara Federal de Curitiba. A decisão contraria um pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que queria que o caso ficasse sob os cuidados do juiz Sérgio Moro. As informações são do Estadão.

1460094735466

Antonio Pita, O Estado de S. Paulo

O fundo de pensão dos trabalhadores da Petrobrás, a Petros, registrou em 2015 um déficit acumulado em R$ 23,1 bilhões em três planos de previdência. Os resultados foram apresentados nesta quinta-feira, 23, aos conselheiros do fundo. Este é o terceiro ano consecutivo de perdas na Petros, o que exigirá um aporte adicional de R$ 8 bilhões da Petrobrás para equacionar o rombo de um dos planos em até 18 anos. Também os pensionistas e participantes da ativa deverão fazer novas contribuições já a partir do próximo ano.

O governo editou nesta quinta-feira (28) a primeira portaria proibindo uma das empreiteiras – a Mendes Júnior – acusadas de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras de assinar novos contratos com a administração pública. A decisão se estenderá por, pelo menos, dois anos, quando a empresa não poderá ser contrata pelos governos federal, estadual e municipal.

Revelações do senador à força-tarefa da Lava Jato, obtidas por ISTOÉ, complicam de vez a situação da presidente Dilma e comprometem Lula.

isto é - delcidio

Débora Bergamasco, IstoÉ

Pouco antes de deixar a prisão, no dia 19 de fevereiro, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) fez um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Lava Jato. ISTOÉ teve acesso às revelações feitas pelo senador. Ocupam cerca de 400 páginas e formam o mais explosivo relato até agora revelado sobre o maior esquema de corrupção no Brasil – e outros escândalos que abalaram a República, como o mensalão.

Com extraordinária riqueza de detalhes, o senador descreveu a ação decisiva da presidente Dilma Rousseff para manter na estatal os diretores comprometidos com o esquema do Petrolão e demonstrou que, do Palácio do Planalto, a presidente usou seu poder para evitar a punição de corruptos e corruptores, nomeando para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) um ministro que se comprometeu a votar pela soltura de empreiteiros já denunciados pela Lava Jato.

IA- gazeta do povo

Gazeta do Povo

O juiz federal Sergio Moro condenou nesta segunda-feira (1.º) o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada a 12 anos e 2 meses de prisão em regime fechado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro referente aos desvios na estatal. Zelada também foi condenado a pagar uma multa no valor de R$ 1,2 milhão. O processo trata de irregularidades na contratação da empresa Vantage Drilling pela diretoria Internacional da Petrobras. O ex-diretor foi preso em julho do ano passado na deflagração da Conexão Mônaco, 15.ª fase da Operação Lava Jato .

ODEBRECHT

d’O Globo:

O juiz Sérgio Moro aceitou, nesta quarta-feira, a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, o executivo Elton Negrão e os ex-funcionários da companhia Antônio Pedro Campelo de Souza, Flávio Gomes Machado Filho e Paulo Roberto Dalmazzo. Eles haviam sido denunciados na quinta-feira pelos crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. No despacho em que aceita a denúncia, Moro cita depoimentos prestados pelo operador Mario Goes, que estava negociando um acordo de delação premiada com a Justiça.

dilma-28.07

A presidente Dilma Rousseff citou, em reunião com ministros nesta segunda (27), cálculo indicando que os efeitos da Operação Lava Jato sobre a economia serão responsáveis pela queda de um ponto percentual do PIB em 2015.O comentário foi feito em meio a discussão sobre o atual cenário econômico. O país deve registrar recessão neste ano. As informações são do Estadão.

A equipe econômica admite oficialmente que haverá um recuo de 1,5% do PIB. Ou seja, desta queda, a presidente atribuiria a maior parte aos efeitos da Lava Jato. O mercado tem uma previsão mais pessimista: retração de 1,7% a 2,5% do PIB. Segundo participantes da reunião, Dilma não detalhou como o cálculo foi feito ou teceu mais comentários.

deltan-1

Ao Correio do Estado, de Campo Grande (MS), o procurador Deltan Dallagnol estimou que os prejuízos com a corrupção da Petrobras – investigados pela Operação Lava Jato – já atingem R$ 6 bilhões e com esse valor, por exemplo, daria para tirar 10 milhões de pessoas da miséria ou ampliar em cinco vezes os investimentos na saúde.

Na capital do Mato Grosso do Sul, Dallagnol lançou o projeto “10 medidas contra a corrupção”. “A corrupção é difícil de descobrir, os envolvidos fazem um pacto, é difícil de comprovar, pois não deixam pistas”, disse ao acentuar que pessoa que tem esse tipo de conduta “não tem barreira ética”. O procurador lamentou também o fato da lei favorecer a prática da corrupção.