Tag

Plauto Miró

Browsing

Foto: Nani Góis
plauto e traiano - alep

O fim do impasse com os professores, depois de três semanas de paralisação e duas invasões a Assembleia, sem que tenha se registrado casos de repressão violenta ou incidentes graves, mostra um estilo de comando da Assembleia, marcado pela tolerância e a serenidade. Para o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), o episódio evidenciou que “nenhum deputado é inimigo dos trabalhadores e deixou clara a importância da Assembleia na solução dos conflitos”.

unnamed

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) que veio a Curitiba prestigiar a posse do ex-deputado federal Abelardo Lupion, na Cohapar, visitou o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB). No encontro entre Traiano, o novo presidente da Cohapar, o deputado estadual Pedro Lupion, Plauto Miró (1° Secretário da Alep) e Élio Rusch, todos do DEM, tratou-se de um dos temas que vem monopolizando as atenções de Caiado: a busca de sugestões para a reforma política. A proposta de reforma política defendida por Caiado, membro da Frente Parlamentar Ruralista, vem recebendo elogios inclusive de estudiosos com perfil de esquerda.

unnamed

O juiz federal Sergio Moro (foto), que comanda as investigações da operação Lava Jato, vai receber o título de Cidadão Benemérito do Paraná. A proposta de homenagear o paranaense nascido em Maringá foi feita nesta segunda-feira (17) pelo primeiro secretário da Assembleia Legislativa, deputado estadual Plauto Miró Guimarães (DEM).

O deputado está há mais de 20 anos na Assembleia e não apresentou mais do que cinco títulos de Benemerência. “Essa homenagem só deve ser concedida para homens que realmente servem de modelo para todos os brasileiros. É o caso do juiz Sérgio Moro, um profissional de coragem que vem tendo atuação brilhante no combate à corrupção. Merece o nosso reconhecimento e de todas as pessoas de bem que repudiam a corrupção”, disse Plauto.

Plauto Miró, DEM, Sigerfi, Assembleia Legislativa do Paraná

O deputado Plauto Miró (DEM), 1º secretário da Assembleia Legislativa, votou nesta terça-feira (21) contra o projeto de lei nº 190/2013, de autoria do Poder Executivo, que institui o Sistema de Gestão Integrada dos Recursos Financeiros do Estado do Paraná (Sigerfi Paraná), por considerá-lo inconstitucional. A proposição, que centraliza em uma só conta bancária os recursos financeiros de todos os órgãos da administração direta e entidades da administração indireta do Estado, foi aprovada em três discussões, considerando duas emendas modificativas aprovadas pelos deputados.