Tag

porto

Browsing

porto-paranagua

Empresários do Paraná terão encontro com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, nesta quarta-feira (6), para pedir ao governo que acelere a concessão de áreas no Porto de Paranaguá. Dirão que há empresas interessadas em permanecer em setores já concedidos e outras de olho em novos projetos de terminais. Há interesse de investimentos de um total de R$ 3 bilhões, incluindo empresas automotivas, que querem realizar exportações a partir de Paranaguá. Com informações de Murilo Ramos na Época.

O governo adiou os planos de tocar a licitação após a tentativa fracassada de licitar lote de terminais no Estado do Pará. Não houve interessados. Diante desse fracasso, o governo passou a hesitar também no caso de Paranaguá.

(foto: Appa)

requiao-eduardo

O ex-presidente do Porto de Paranaguá, Eduardo Requião – irmão do senador Roberto Requião (PMDB-PR) – e mais oito ex-gestores do porto foram multados em R$ 13.058,92 pelo TCE. O valor é uma punição por irregularidades na licitação da obra de construção do terminal de importação de granéis sólidos. A licitação foi aberta em 2007. Segundo o TCE, a comissão de licitação do porto teria deixado que três empresas participassem, mesmo com elas não cumprindo as exigências do próprio edital.

(foto: arquivo/google)

paranagua

Leandro Mazzini, Coluna da Esplanada

Na esteira de um tratado dos anos 90 entre os dois países, a presidente Dilma Rousseff, referendada pelo Congresso Nacional, decidiu ceder uma zona franca à Bolívia no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, pelo Decreto 8.661.

Isso aumentou as suspeitas das autoridades policiais sobre as ações do país vizinho.

Há anos o Brasil e Bolívia têm um tratado pelo qual cargas em containers que atravessam a fronteira, desde que com um lacre da Receita Federal, não podem ser abertas e fiscalizadas pela Polícia Rodoviária em estradas brasileiras.

Vindas de um país líder em produção de cocaína no mundo, há um grande risco de má fiscalização e até falsificação de selos nos transportes.

richa - paranagua

O governador Beto Richa autorizou nesta quinta-feira, 17, a abertura de licitação para obras no Porto de Paranaguá. O investimento, de R$ 183 milhões, será feito com recursos próprios do porto. A obra envolve a modernização de dois berços de atracação e a ampliação em 100 metros do cais de um berço.

É a primeira obra pública de ampliação do cais de atracação do Porto de Paranaguá dos últimos 30 anos. “Estamos pensando o Porto de Paranaguá para os próximos 20 anos”, disse Richa. “A produção de alimentos é crescente e precisamos estar preparados para atender a esta demanda, que aumentou significativamente nos últimos anos”, afirmou.

eduardorequiao

O Tribunal de Contas do Paraná manteve a reprovação da prestação de contas da Administração dos Portos de Paranaguá do ano de 2005 por nove irregularidades, sete delas consideradas graves. O superintendente na época, Eduardo Requião – irmão do senador Roberto Requião (PMDB) – foi condenado a devolver dinheiro aos cofres da autarquia, devido à paralisação de obras de construção do Cais Oeste. As informações são do Paraná Portal.

audiencia - porto1

O deputado federal Ricardo Barros (PP) convidou o ministro dos Portos, Edinho Araújo (PMDB), para participar da audiência pública em Paranaguá para discutir a mudança da poligonal do Porto. O ministro recebeu nesta terça-feira representantes da bancada do Paraná.

A audiência acontecerá em 3 de julho no Teatro Rachel Costa e terá a participação de trabalhadores, operadores, investidores do Porto, além de representantes das Confederações da Agricultura e da Indústria. “É um assunto que impacta várias atividades econômicas da sociedade”, lembrou Barros.

Para o parlamentar, a maior preocupação é alterar a poligonal do Porto para que se possam estabelecer empreendimentos privados em áreas que hoje são restritas ou alcançadas pela poligonal, onde só a Autoridade Portuária do Paraná pode fazer.

“Com isso nós ampliamos de investimentos, de eficiência e de volume de transporte, melhorando muito a economia de toda região e litoral do Paraná”. Barros disse que para interior do Estado, o Porto eficiente representa menor frete marítimo “O reflexo direto é mais dinheiro para o produtor, seja ele de álcool, soja, milho ou açúcar. Todos ganham”, acrescentou.

cida - brasilia

A vice-governadora Cida Borghetti e o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino,se reuniram na terça-feira (31) com o ministro dos Portos Edinho Araújo. Acompanhados por representantes da bancada paranaense, Cida e Dividino pediram ao ministro a realização de um trabalho conjunto para debater a mudança da poligonal, incluindo a participação da comunidade afetada e de representantes do legislativo.

Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo
porto_23115
Ampliação do cais de Paranaguá, obra privada no Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), aparece em planilha do doleiro Youssef. Empresas negam irregularidades.

de Amanda Audi, Gazeta do Povo:

Além da Refinaria Getúlio Vargas (Repar), outro empreendimento do Paraná pode entrar na mira da Operação Lava Jato. Uma planilha apreendida com o doleiro Alberto Youssef no ano passado, que relaciona 750 contratos em todo o país, faz três menções a obras privadas de ampliação do cais do Porto de Paranaguá, no litoral do estado.

porto AEN -

AEN:

Os portos de Paranaguá e Antonina movimentaram 35,4 milhões de toneladas de produtos, de janeiro a setembro de 2014. O volume se manteve estável em relação ao mesmo período de 2013.

Entre os destaques, as exportações de soja, em grão e farelo, seguem registrando alta. Ao todo, o Porto de Paranaguá exportou 7,4 milhões de toneladas de soja, o que representou alta de 5% em relação ao volume exportado no mesmo período do ano passado. Foram 4,1 milhões de toneladas de farelo, uma alta de 4% no comparativo com o mesmo período de 2013.