Tag

pp

Browsing

d’O Globo:

A CPI da Petrobras decidiu fazer a exumação do corpo do ex-dirigente do PP José Janene, que se envolveu nos escândalos do mensalão e também no que apura os desvio de recursos da estatal. Janene, cuja morte foi anunciada em 2010, pode estar vivo. A suspeita é da própria viúva, Stael Fernanda Janene, que vive no Paraná e que, segundo Motta, teria dito a várias pessoas que não viu seu marido morto. Janene morreu em São Paulo, onde estava internado, no Incor, e teve o caixão lacrado. Hugo Motta, que é médico, irá enviar uma equipe de parlamentares ao Paraná e pedirá ajuda do Instituto Médico Legal (IML) do estado nessa apuração.

— A informação que temos é que a viúva (Stael Janene) não tem certeza que ele morreu. Ele faleceu de infarto e ninguém viu o corpo. O caixão chegou lacrado. A suspeita é que ele possa estar vivo. Seria um personagem a ser trazido na CPI. Ele foi responsável por todo esse escândalo, que tornou Alberto Youssef (delator do esquema) peça principal. Se é verdade ou não, não sei — disse Hugo Motta.

— A CPI não perde nada com isso (em exumar o corpo). Se estivessem no meu lugar vocês fariam o quê? Todo mundo que tem senso de responsabilidade acha essa a melhor saída. Se ele estiver vivo, será feito busca e apreensão. Tem gente que diz que ele vive hoje na América Central.

Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo bolsonaro-1

de Simone Iglesias, O Globo:

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) pediu desfiliação do partido durante reunião que deverá reeleger Ciro Nogueira (PP-PI) presidente da legenda. A convenção começou na manhã desta terça-feira. Bolsonoro disse durante o encontro que tem “sonhos políticos” mas não tem condição de realizá-los no PP.

Foto: Folhapress 14278156

de Márcio Falcão, Folha de S. Paulo:

Partido com o maior número de políticos investigados no esquema de corrupção da Petrobras, o PP pode enfrentar uma briga na Justiça pelo comando da legenda.

Deputados avaliam questionar decisão da atual cúpula da sigla que prorrogou por mais seis meses seu atual mandato, adiando a realização de convenção partidária para tratar da composição da Executiva Nacional.

Pelo menos dez integrantes da executiva do PP são alvos de inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) por suspeita de ligação com o escândalo de corrupção. Entre os congressistas que estudam tentar derrubar o mandato esticado estão os deputados Paulo Maluf (SP) e Esperidião Amin (SC). Uma reunião na terça-feira (7) deve fechar questão.

cervero e duque1

Houve certo espanto com a quantidade de políticos do PP – são 31 entre deputados, ex-deputados, ex-ministros e até vice-governador de Minas Gerais – arrolados nos inquéritos que serão respondidos no STF. É fácil explicar. A Procuradoria-Geral da República se baseou, ao apresentar as petições no STF, nas delações do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Youssef. Costa foi uma indicação do PP e o operador desse esquema era Youssef. Os primeiros processos no STF, com suspeita de desvio de mais de R$ 1 bilhão da Petrobrás, são restritos ás delações de Costa e Youssef.

unnamed

Pelo menos R$ 85,9 milhões teriam sido desviados de obras da refinaria Getúlio Vargas no Paraná para pagamento de propina. Metade desse total, ou cerca de R$ 43 milhões, teria servido para engordar os cofres do PT. Os detalhes constam da planilha com cerca de 87 contratos que foram alvo de corrupção que o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco (foto) entregou à Justiça quando fechou acordo de delação premiada. O documento, que estava sob sigilo, foi divulgado na quinta-feira. As informações são de Amanda Audi na Gazeta do Povo.

barros, cida, maria

A alegria da própria diplomação ou de ver a filha diplomada deputada estadual nesta tarde no Teatro Positivo, em Curitiba. Os três foram diplomados pela corte do TRE, juntos com os eleitos e suplentes do Paraná. Cida Borghetti, vice-governadora ao lado de Beto Richa e Ricardo Barros, deputado federal. Hoje certamente uma das famílias mais influentes no cenário da política estadual.

lava-jato-documentos

Do Globo:

Documentos apreendidos nas sedes das construtoras Queiroz Galvão e Engevix, investigadas por suspeita de envolvimento no cartel para fatiar obras da Petrobras e cujos diretores foram presos pela Polícia Federal (PF), revelam registros de repasses que teriam sido feito pelas empresas a políticos e partidos que participaram das eleições deste ano. Não há confirmação de que os pagamentos foram efetivamente feitos e, em caso afirmativo, se foram feitos legalmente ou não.

ricardo barros - familia

Não há dúvidas de que um dos grandes vencedores desta eleição foi Ricardo Barros. O habilidoso político maringaense emplacou, de uma vez só, três candidaturas da família.

Além da própria eleição para deputado federal, com mais de 114 mil votos, Ricardo Barros acompanhou de perto a vitória da esposa, Cida Borghetti, na vice de Beto Richa e da filha, Maria Victória, como deputada estadual com quase 45 mil votos. Assim, a família Borghetti-Barros se consolida como uma das mais fortes e influentes do Estado.