Tag

presidente

Browsing

pt - rj

de Juliana Castro e Marcelo Remigio, O Globo:

Horas depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fazer um discurso no Rio de Janeiro pedindo que os petistas não fujam do embate com a oposição mesmo que para isso tenham que recorrer à briga, o presidente do PT fluminense, Washington Quaquá, seguiu a mesma linha, defendendo publicamente “a porrada”. Em seu perfil no Facebook, o petista que também é prefeito de Maricá convocou a militância a “pagar com a mesma moeda” dos “burguesinhos” qualquer ataque que sofrer. “Agrediu, devolvemos dando porrada!”, propôs.

Eduardo-Cunha

de André Gonçalves, Conexão Brasília – Gazeta do Povo:

A revista britânica The Economist já pescou o burburinho causado no Congresso Nacional pelo novo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na semana passada, comparou Cunha a Frank Underwood, protagonista da série americana House of Cards. A produção trata de um deputado que manobra (e consegue) chegar à presidência dos EUA sem participar de eleições diretas.

unnamed

Servolo de Oliveira e Silva, o petista que ameaçou de morte o ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, e responde inquérito na Polícia Federal pela ameaça, ataca novamente. No Facebook, Oliveira e Silva é direto: “cala boca Joaquim” e diz que “o sujeito rasga a constituição, monta um cerco midiático dentro do STF, ataca até juízes que não se curvava a seus interesses, desconsidera documentos da PF tudo para condenar Petistas, depois deixa outros denunciados e crimes no mesmo esquema prescrever”. Veja a íntegra da postagem.

do Merval Pereira:

Em recente conversa, o ex-presidente Lula disse a um interlocutor o seguinte: “Vamos ter que passar dois anos comendo merda, para depois tentar sair da crise. Mas nesse período tem que fazer política, e a Dilma não faz”.

Confirmado o diagnóstico com a recente pesquisa Datafolha mostrando a popularidade da presidente Dilma no chão, Lula resolveu trazer para si a tarefa de “fazer política”, e a primeira providência foi liberar a informação de que, sim, será candidato a presidente da República em 2018.

dilma - imp.

À luz de um raciocínio exclusivamente jurídico, há fundamentação para o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

de Ives Granda da Silva Martins:

Pediu-me o eminente colega José de Oliveira Costa um parecer sobre a possibilidade de abertura de processo de impeachment presidencial por improbidade administrativa, não decorrente de dolo, mas apenas de culpa. Por culpa, em direito, são consideradas as figuras de omissão, imperícia, negligência e imprudência.

Contratado por ele –e não por nenhuma empreiteira– elaborei parecer em que analiso o artigo 85, inciso 5º, da Constituição (impeachment por atos contra a probidade na administração).

traiano e 2

Ontem, um dia após tomar posse, o novo presidente da Assembleia, o deputado Ademar Traiano, foi prestigiar duas outras solenidades de posse: dos presidentes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Jucimar Novochadlo, e do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos. Traiano reafirmou o que destacou em seu discurso nesta segunda-feira na primeira sessão da Assembleia: a importância da harmonia entre os poderes, mas mantendo a autonomia, “porque não há espaço legal para conflitos insuperáveis entre os poderes legais”.

dilma - apagão

do Ricardo Noblat:

Alto lá! Não culpem Levy por pensar como pensa e agir com coerência. Ele não mercadejou o próprio passe. Estava em sossego como executivo bem pago do Bradesco.

Fez à presidente Dilma Rousseff o favor de aceitar o convite para ser ministro da Fazenda, ganhando menos do que ganhava. E para quê? Para virar saco de pancada dos supostos aliados de Dilma?

E sem que ela o defenda? Por que não batem nela?

Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, foi o primeiro a apanhar. Disse lá qualquer coisa que desagradou a Dilma. Acabou obrigado a se corrigir.

unnamed

Pois, pois, tamanha era a fila de interessados e o governador Beto Richa nomeou o que considera um técnico de sua confiança, sem ingerência política externa. O engenheiro Luiz Fernando Leone Vianna toma posse hoje (sexta-feira, 16, às 11h), como presidente da Copel. Vianna será empossado pelo conselho de administração da Copel no polo administrativo da empresa no Mossunguê. Leone Vianna projeta investir R$ 2,5 bilhões nos segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia, telecomunicações e exploração de gás natural. No Leia Mais, a ficha do novo presidente da Copel.

sanepar-gif

Tomou posse nesta terça-feira (6) o novo presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, na sede da empresa em Curitiba. “Chego na Sanepar para, juntos, construirmos a missão de levar saúde e qualidade de vida para os paranaenses, através da água e do saneamento”, disse Chaowiche que assumiu no lugar de Fernando Ghignone que deixa a empresa, depois de quatro anos, para assumir a presidência da Compagás. A posse foi acompanha da vice-governadora, Cida Borgheti, entre outras autoridades, convidados e saneparianos.

Dois diretores também foram nomeados nesta terça-feira: Antonio Carlos Belinati, na Diretoria Comercial, e Julio Jacob Junior, que vai deixar o cargo de presidente da Copel Participações para assumir a Diretoria Jurídica. Jacob Junior fica na Copel até 19 de janeiro, assumindo o jurídico da Sanepar após esta data. As nomeações foram aprovadas pelos membros do conselho de administração da companhia também na tarde desta terça-feira (6).