Tag

pressão

Browsing

katiaabreu
Pacote inclui, entre outras, pastas como Agricultura, Comunicações e CGU

Na semana que vem, antes mesmo da viagem para o Rio marcada para sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff deverá anunciar um pacote com pelo menos 12 ministros de seu segundo mandato, entre eles a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para a Agricultura. Desde a sua reeleição, foram confirmados apenas Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento), Alexandre Tombini (Banco Central) e Armando Monteiro (Desenvolvimento). Esta equipe econômica deverá tomar posse assim que for concluída a votação do projeto que libera o governo do cumprimento da meta do superávit primário (economia para pagamento dos juros da dívida pública), prevista para terça-feira, no Congresso.

Da Folha – Argumentos como os que os advogados têm usado para tentar afastar o juiz Sergio Moro da Operação Lava Jato foram oferecidos antes sem sucesso contra Joaquim Barbosa, relator do mensalão no Supremo Tribunal Federal.

Barbosa foi acusado de parcialidade e pré-julgamento, mas submeteu ao plenário as petições apresentadas pelos advogados e sempre obteve apoio dos colegas, apesar das divergências sobre o caso.

Na Lava Jato, os advogados dizem que Moro age para manter as ações sob sua responsabilidade na primeira instância, evitando que menções a políticos com foro no STF levem o caso para longe.

moro

Da Folha “Quanto aos crimes de colarinho branco, o custo e o desgaste não valem o resultado. Se prende-se, se solta. Se não prende, prescreve pelo tempo entre eventual condenação e início da execução da pena.”

Não parece, mas a constatação é de Sergio Moro, 42, juiz federal que, neste mês, mandou prender altos executivos das maiores empreiteiras do país na Operação Lava Jato, que apura esquema de desvio e lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras.

Escrita em 30 de março de 2009, a frase é parte de um e-mail dele a amigos dizendo que desistira de julgar crimes de colarinho branco. “O melhor é investigar e abrir processos somente em relação ao tráfico de drogas e lavagem dela decorrente, para os quais o sistema ainda é eficiente.”

dilma pressão debate2

Do Globo:

A presidente Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, cancelou as agendas que faria neste sábado no Rio de Janeiro. Por orientação médica, a petista vai descansar durante o fim de semana e se preparar para o debate à noite da TV Record. Dilma tinha compromissos com os candidatos ao governo Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB), que fazem parte de sua base aliada. A presidente transferiu os encontros com os aliados para segunda e quarta-feira.

A nova programação de Dilma no Rio foi definida na manhã desta sexta-feira durante um encontro de petistas fluminenses com a coordenação nacional da campanha da presidente, no Sindicato dos Bancários, no Centro.

– Foi cancelado, por orientação médica, para ela repousar no sábado e também para se preparar para o debate de domingo. Mas o (vice-presidente) Michel Temer estará, no sábado, na Portela com um ministro, provavelmente com o (Aloízio) Mercadante (Casa Civil) – disse Jorge Florêncio, um dos coordenadores estaduais da campanha de Dilma no Rio e que esteve na reunião à tarde.

À noite, depois de conversar com assessores do Comitê Nacional de Campanha de Dilma, Florêncio disse ao GLOBO que houve um “mal entendido”:

– Eu ratifico. Houve um mal entendido. (O cancelamento) Foi apenas para ela descansar.

dilma-passa-mal12

Do Lauro Jardim:

Quando Dilma Rousseff passou mal, logo após o fim do debate do SBT, foi um corre-corre absolutamente natural entre os seu assessores: era o momento de a médica da Presidência da República entrar em cena.

Dilma ali, no estúdio, com queda de pressão e…nada da médica da Presidência,Virginia Vieira. Onde ela estava? A caminho do helicóptero da Presidência da República, estacionado no heliponto do SBT. Teve que ser chamada às pressas.

dilma pressao debate sbt

Logo após o Debate do SBT, uma repórter do SBT Brasil foi ouvir as impressões que cada candidato teve do evento. Dilma Rousseff (PT) apresentou uma fala confusa e perdeu o raciocínio por mais de uma vez. Visivelmente abatida, pediu para que a entrevista fosse interrompida, pois teve, naquele momento, uma queda sensível de pressão. Assista: