Tag

redes sociais

Browsing

Facebook, Twitter e Whatsapp são as principais fontes de informação

Nos últimos 12 meses, 51% dos eleitores brasileiros afirmam ter recebido ou lido informações sobre política no Facebook, Twitter ou WhatsApp. Esse hábito é maior entre eleitores mais jovens, já que 55% dos que receberam informações sobre política em mídias sociais têm até 34 anos de idade. As informações são de pesquisa Ibope realizada ainda em maio.

do Painel, Folha de S. Paulo

O Ibope analisou, a pedido do Twitter, 609 mil tuítes sobre os protestos contra o governo desde 1º de março até o início da tarde de domingo. Pela análise, 40% das postagens faziam referência ao impeachment de Dilma.

Por região – Dos tuítes sobre impeachment, 49,6% foram postados a partir do Sudeste, 17,9% vieram do Sul, 16,6% do Nordeste, 8,7% do Centro-Oeste e 7,2% do Norte.

Guerra de… – Já levantamento da agência digital do Grupo Máquina PR, por meio da ferramenta Brandviewer, mostrou que hashtags contrárias a Dilma apareceram em 49% das mensagens sobre os protestos nas redes sociais de sexta a domingo.

…hashtags – As favoráveis à presidente foram 36% das postagens. Os outros 15% se referem a compartilhamentos de notícias e humor. Foram analisados 459.299 posts em Twitter, Facebook, Google Plus, Instagram e YouTube.