Tag

ricardo hoffmann

Browsing

ricardo hoff1

Marcelo Sperandio, Época:

Engolfado nas investigações da Operação Lava Jato, o mercado publicitário não pode alegar desconhecimento. Há um ano, a Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) fez uma “reunião nacional” em que os advogados do escritório Peixoto e Cury apresentaram a palestra “Lei Anticorrupção – aspectos práticos, legais e controversos”. Um dos slides dizia que um dos atos lesivos contra a administração é a “obtenção de vantagem indevida mediante suborno de funcionário público”. E alertava: “Não subornar ou tentar subornar ninguém!”. Associadas à Abap, a Borghi Lowe e a FCB receberam todo o material da palestra. As duas são investigadas pela Operação Lava Jato por suspeitas de pagaram propinas para conseguirem contratos com o governo federal. O publicitário Ricardo Hoffmann, ex-vice-presidente da Borghi Lowe que foi preso pela Polícia Federal, já aceitou fazer delação premiada.

ricardo 1hoffmann

O publicitário Ricardo Hoffmann, preso sob suspeita de ter pago propina ao ex-deputado André Vargas (ex-PT) para conseguir contratos com órgãos do governo como o Ministério da Saúde e a Caixa Econômica Federal, decidiu fazer acordo de delação premiada para ter pena menor. As informações são da Folha de S. Paulo.

O acordo deve ser assinado nos próximos dias, de acordo com três profissionais que participam das negociações. Hoffmann é acusado de usar fornecedores da agência da qual era vice-presidente em Brasília, a Borghi Lowe, para fazer repasses de R$ 3,17 milhões para uma empresa controlada pelo ex-deputado, que deixou o PT no ano passado e está sem partido.

vargas4

Causam calafrios no PT e no PMDB as primeiras declarações do publicitário Ricardo Hoffmann, do time da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) sobre o desdobramento da Lava Jato que atinge agências e contas milionárias da Caixa e do Ministério da Saúde. Hoffmann não tem poupado o antigo aliado, o ex-deputado André Vargas (ex-PT), ex-coordenador das campanhas de Gleisi, ex-ministra da Casa Civil da Dilma.

Ele tenta jogar a culpa em Vargas, transformando-o numa espécie de achacador que prometia clientes do governo e não cumpria. Também o senador Roberto Requião, do PMDB, está assustado: Hoffmann comandou duas campanhas dele ao governo do Paraná.

– Vai feder, é o que mais se ouve nos arraiais petistas.