Tag

rossoni

Browsing

barros-rossoni

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, garantiu apoio para a regularização do atendimento médico prestado a estrangeiros pelo Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu. A unidade é uma das mais procuradas por turistas que visitam a cidade e tem dificuldade em receber honorários do SUS pelos serviços prestados.

Barros esteve em Curitiba nesta segunda-feira (18), e o compromisso de contribuir para que a situação seja resolvida aconteceu durante reunião com o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, e representantes do município no Palácio Iguaçu. Este foi um dos assuntos tratados pela prefeita em exercício de Foz do Iguaçu, Ivone Barofaldi da Silva, que também esteve na sede do governo estadual.

rossoni - app

O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni recebeu a direção da APP-Sindicato na noite de terça-feira, 22, no Palácio Iguaçu. O sindicato apresentou as principais demandas do magistério estadual. “Há uma pauta extensa que precisamos avaliar com muita responsabilidade. Importante é que o diálogo foi retomado”, disse Rossoni.

“Queremos manter esta proximidade para que as questões que influenciam a qualidade da educação tenham o melhor encaminhamento possível”, completou Rossoni, destacando que um novo encontro vai acontecer em breve.

rossoni, stephanes, artagao

A posse de Valdir Rossoni (Casa Civil), Reinhold Stephanes (Administração) e Artagão Júnior (Justiça e Trabalho) será nesta segunda-feira, 21, às 10h, no Palácio Iguaçu em Curitiba. Dinorah Nogara (ex-secretária da Administração) assumiu a presidência da Elejor (Centrais Elétricas Rio Jordão).

As nomeações dos deputados Rossoni, Stephanes e Artagão abriram vagas para Nelson Padovani (PSDB), Paulo Martins (PSC) na Câmara dos Deputados e Stephanes Junior (PSB) na Assembleia Legislativa. Ainda com a licença de 120 dias do deputado Edmar Arruda (PSD), assume sua cadeira na Câmara dos Deputados o suplente Professor Sérgio (PSD) de Foz do Iguaçu.

rossoni - casa civil

Em nota, a Agência de Notícias do Paraná informa que o deputado federal Valdir Rossoni assumirá a chefia da Casa Civil do Estado em substituição a Eduardo Sciarra. O pedido de exoneração de Sciarra, que deixa o governo para cuidar de assuntos pessoais e também se dedicar à preparação de seu partido, o PSD, para a disputa das eleições municipais deste ano, será publicado nesta terça-feira (15) no Diário Oficial do Estado. A posse de Rossoni está prevista para a próxima segunda-feira, às 10h.

traiano e rossoni

“O Rossoni não deixa a sigla. Estive com ele ontem, conversamos longamente, como ele também conversou com o governador Beto Richa. Permanecerá no PSDB, certeza absoluta”, disse o deputado Ademar Traiano, presidente estadual dos tucanos, na Folha de Londrina desta quarta-feira,24. A imprensa especulava que o deputado Valdir Rossoni aproveitaria a janela partidária para sair do PSDB.

A respeito das ‘deserções’ já anunciadas de Alvaro Dias e Alfredo Kaefer, Traiano diz que a saída do senador e do deputado se deu em função das conjunturas nacional (Alvaro intenta disputar a presidência da República) e local (de Kaefer em Cascavel). “Mas no mais, teremos novidades na sequência. Temos prazo até o dia 18 e isso tudo está sendo trabalhado” , disse Traiano.

rossoni - camara

O deputado federal Valdir Rossoni disse nesta quarta-feira (10) que, depois que o povo brasileiro “festejou à beira do precipício”, como disse a revista britânica The Economist, é hora de voltar à realidade do país, que é triste. “Além do caos político, temos o mosquito aedes aepypti tomando conta de tudo e criando um problema grave – o Zika vírus”, afirmou. “Só faltava algo assim, que se espalha pelo mundo, para completar o panorama de inflação altíssima, desemprego, queda de vendas do comércio, indústrias e o fato concreto de estarmos numa das maiores recessões da história do país”, completou.

Segundo Rossoni, o mais incrível é o fato de o PT, que criou tudo, fazer cara de paisagem como se não tivesse culpa de nada e viver em outros mundos. “Tentar blindar o chefão com o slogan ‘Somos Todos Lula’ é hilário e ao mesmo tempo trágico. Não serve nem para nome de bloco, mesmo porque os amigões do ex-presidente estão todos presos”, disse o parlamentar.

image

O deputado federal Valdir Rossoni (PSDB-PR) sugeriu à Liderança do PSDB na Câmara Federal que seja colocado um painel gigante na frente do Congresso Nacional com os nomes dos parlamentares que são favoráveis ao pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “Acho que o fato de tornar pública a opinião de cada deputado é uma forma de fazer com que o eleitor participe do momento politico que o Brasil vive e cobre do seu representante explic ações sobre o seu posicionamento.

unnamed

O deputado Valdir Rossoni (PSDB-PR) disse que é inaceitável a decisão do ministro Teori Zavascki, do STF, que concedeu liminar a um deputado do PT na manhã desta terça-feira invalidando o rito definido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no caso de haver o arquivamento de um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “É absurdo tomar uma decisão antecipada sobre algo que ainda nem aconteceu. Parece que estamos na Venezuela, onde há a interferência do poder em tudo que pode atrapalhar o governo”, desabafou Rossoni.

A decisão do ministro aconteceu ao mesmo tempo que, numa reunião entre lideranças da oposição e o presidente da Câmara, fecharam acordo para que o pedido de impeachment feito pelo ex-petista Helio Bicudo e o ex-ministro da Justiça Miguel Reale sejam apreciados pelo plenário apenas na próxima semana. “Parece que o Judiciário está com o mesmo temor que o Executivo federal e ambos não estão olhando a situação caótica do país causada pela administração petista”, disse Rossoni.

rossoni 22

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (13) o texto-base de mais uma medida provisória que faz parte do pacote de ajuste fiscal do governo federal que tira benefícios dos trabalhadores. Desta vez foi aprovada a MP 664/14, que muda as regras de pensão por morte, impondo carências e tempo de recebimento conforme a faixa de idade do beneficiário. Foram 277 votos a 178.

Para o deputado Rossoni (PSDB-PR) este é um pacote de maldades que explora a fragilidade do povo brasileiro. “Estamos assistindo na Câmara dos Deputados uma série de barbaridades cometidas contra os trabalhadores que sustentam essa nação e estão encurralados na crise do país sem poder se defender. Por causa da administração desastrosa de Dilma Rousseff, o país quebrou e, novamente, quem está pagando a conta é o povo fragilizado”, disse o deputado.