Tag

saúde

Browsing

fruet

Os moradores do bairro Boqueirão querem explicações do prefeito Gustavo Fruet (PDT) sobre a estrutura e equipamentos da Unidade de Pronto Atendimento do bairro. Há reclamações de que o número de funcionários é insuficiente para atender a demanda, o que além da demora acaba prejudicando a qualidade dos atendimentos. A infraestrutura do local também é alvo de críticas ao passo que a quantidade de monitores, camas, oxímetros, eletrocardiogramas e medicamentos que a UPA oferece estaria abaixo do necessário. O problema de atendimento tem sido comum em outras regiões da cidade, com vários curitibanos relatando longas filas para agendamentos de consultas e exames, bem como o pronto atendimento.

RicardoBarros

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou ontem que vai defender a criação de um plano de saúde “mais popular”, com acesso a menos serviços que a cobertura mínima obrigatória determinada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), mas também com menor custo ao consumidor. Segundo Barros, a medida pode “contribuir com o financiamento do SUS”. “A ANS estabelece uma cobertura mínima para os planos. Isso implica também num custo para essa cobertura estabelecida. O que estamos propondo é uma flexão para que possamos ter planos com acesso mais fácil à população e com cobertura proporcional a esse acesso. É ter outras faixas de plano de saúde para que mais pessoas possam contribuir com o financiamento da saúde no Brasil”, disse. As informações são d’O Diário de Maringá.

beto-michele

O governador Beto Richa anunciou nesta segunda-feira (27) mais R$ 36,7 milhões para a ampliação de serviços de hospitais filantrópicos de Curitiba. Os recursos serão transferidos ao Fundo Municipal de Saúde e repassados aos dez hospitais de média e alta complexidade, que atendem pelo SUS. A medida vai diminuir a fila de espera para cirurgias eletivas, exames e consultas especializadas.

Hospital Pequeno Principe

Ricardo Barros estará em Ponta Grossa e Apucarana nesta sexta-feira (24). Às 9h30, o ministro da Saúde visita o posto de saúde Adão Ademar Andrade e às 10h30 se reúne com prefeitos, secretários municipais e gestores de saúde dos Campos Gerais. Pela tarde Barros vai a Apucarana onde se encontrará com prefeitos e gestores da região do Vale do Ivaí e na sequência participa da inauguração do centro de Especialidades do Paraná.

(Foto: Jonas Oliveira/AENPr)

Enfurecido com a denúncia sobre as pedaladas fiscais que cometeu no seu governo entre 2003 e 2007 na Saúde, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) atacou o Ministério Público, classificando as ações como “molecagem” e irresponsável. “Estou requerendo a folha individualizada dos membros do MP-PR (Ministério Público do Paraná) com planos Bresser, URV, etc, mais diárias recebidas nos últimos 12 meses”, ameaçou no Twitter.

requiao - mp 23.07

“Mesmo reconhecendo a utilidade do MP temos que responsabilizar pesadamente a molecagem de alguns de seus membros. A irresponsabilidade do MP, denúncias absurdas vazadas, compromete credibilidade e ações sérias e corretas a que alguns membros se dedicam!”, completou o senador.

O Ministério Público entrou com uma ação civil de improbidade administrativa contra Requião por ele não aplicar, quando estava no governo, entre 2003 e 2007, os recursos exigidos por lei na saúde. O MP pediu a suspensão dos direitos políticos de Requião de três a cinco anos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o poder público.

caputo 1

O sindicato dos servidores da saúde suspendeu o indicativo de greve no Estado. O secretário da Saúde, Michele Caputo Neto, diz que não há motivos para greve porque todas as revindicações dos servidores foram atendidas. “Os avanços são inegáveis. Todos os benefícios atrasados, como férias, progressões e promoções foram honrados”.

Em quatro anos, o governo nomeou mais 1.980 servidores para reforçar os hospitais, regionais de saúde, laboratórios de saúde pública, hemorrede e demais unidades. Em breve, será lançado também um concurso público com a contratação de cerca de 2,5 mil profissionais da saúde.

fruet - unidade saúde

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) é um pândego, costuma dizer um vereador da oposição. Ontem, o prefeito convidou o ministro da Saúde, Arthur Chioro e inaugurou a Unidade de Saúde na Vila Coqueiros no Sítio Cercado. Porém, Fruet se esqueceu de convidar algum representante do governo do Estado, já que a obra, em sua maior parte, foi construída com recursos estaduais.

servidores - saude

da Banda B:

Os servidores municipais da Saúde, representados pelo Sismuc (Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba), acusam a Prefeitura de Curitiba de novo calote. De acordo com os servidores, no contra-cheque lançado ontem (6) não foram cumpridos os compromissos que encerraram a greve da Saúde, que aconteceu no fim do mês passado. O Sismuc informou que irá entrar com três ações judiciais contra a administração do prefeito Gustavo Fruet (PDT).