Tag

subsídio

Browsing

de Rogério Galindo, Caixa Zero/Gazeta do Povo:

Um grupo de vereadores sugeriu nesta terça-feira que a Câmara de Curitiba destine pelo menos R$ 40 milhões do dinheiro que tem em caixa para ajudar a prefeitura a bancar o transporte coletivo da capital. Hoje, a Câmara tem pouco mais de R$ 41 milhões em caixa. A ideia é gastar boa parte desse dinheiro em uma nova sede para o Legislativo. “Peço que pelo menos R$ 40 milhões do FEC sejam destinados ao Transporte e ao pagamento das horas extras da Saúde”, disse o vereador Valdemir Soares (PRB), que assinou um requerimento sobre o tema junto com outros de seu grupo “independente”. São os mesmos vereadores que no ano passado criaram uma dissidência que votou contra o reajuste do IPTU e do ITBI na cidade e que lançaram uma candidatura contra o atual presidente da câmara, Aílton Araújo (PSC).

onibus - ur3

Em nota divulgada pela Agência Estadual de Notícias, o Governo do Paraná esclarece alguns pontos em relação ao valor do subsídio repassado à prefeitura de Curitiba para manter a integração do transporte coletivo na região metropolitana da capital. “O Governo do Estado vai lutar para manter a integração do sistema de transporte coletivo da RMC, uma conquista social da população de Curitiba e da Região Metropolitana. Se necessário for, o Estado recorrerá à Justiça para que a população de Curitiba e da Região Metropolitana não seja prejudicada por decisões unilaterais da URBS”, diz a nota.

gleisi g1

Do G1 PR:

A candidata do PT ao Governo do Paraná, Gleisi Hoffmann, afimou em entrevista ao G1, nesta terça-feira (16), que pretende expandir o subsídio aplicado à Rede Integrada de Transporte de Curitiba e Região Metropolitana para as cidades de Londrina e Maringá, na região norte do estado, e Umuarama, no noroeste. Para a candidata, não há justificativa para que apenas a capital paranaense recebe esta ajuda da gestão estadual. Ainda com relação ao transporte público, Gleisi Hoffmann afirmou que, para conceder o benefício, irá criar um projetode lei.

Em entrevista hoje (segunda-feira, 11) ao jornal Metro, o senador Roberto Requião (PMDB) voltou a afirmar que vai acabar com o subsídio ao transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana. “Todos sugerem que o Estado subsidie o transporte. Essa questão tem que ser enfrentada com coragem. Ficam falando em subsídio, não tem pé nem cabeça isso. A redução vem com a planilha, não com dinheiro público”.

Já é a segunda vez que Requião se coloca ser contra o subsídio do governo do Estado à tarifa de ônibus de Curitiba e região metropolitana. No dia 25 de julho, em entrevista a rádio Banda B, Requião disse ser contrário ao subsídio que
garantiu a redução da tarifa do ônibus e a integração em 14 cidades da RMC: Curitiba, Almirante Tamandaré, Pinhais, São José dos Pinhais, Araucária, Contenda, Colombo, Campo Largo, Campo Magro, Bocaiúva do Sul, Rio Branco do Sul, Itaperuçu, Piraquara e Fazenda Rio Grande. O sistema transporta 2,3 milhões de passageiros em 355 linhas numa frota de 1.920 ônibus.