Tag

vaiada

Browsing

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) foi hostilizada por populares ao chegar na noite desta quinta-feira, 7, no aeroporto Afonso Pena em São José dos Pinhais. Indiciada pela Polícia Federal e ré em inquérito na STF, acusada de corrupção passiva e por receber propinas de esquema na Petrobras, Gleisi é uma principais defensoras do governo Dilma Rousseff (PT) no Senado Federal. Vai votar contra o impeachment da presidente.

do portal Manchete

Durante homenagem da Câmara de Vereadores de Maringá ao Dia Internacional da Mulher, a mãe do juiz federal Sérgio Moro foi hostilizada por militantes ligados à CUT e ao Partido dos Trabalhadores (PT).

O evento ocorreu na noite desta terça-feira (8), onde cada vereador prestava homenagem a uma mulher da cidade pelo Dia da Mulher com o título de Mérito Comunitário, por serviços prestados na comunidade que obtiveram destaques nos mais diversos setores.

A presidente Dilma Rousseff foi vaiada na abertura da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, na noite desta sexta-feira (23), em Palmas (TO). As vaias surgiram com a chegada da presidente à arena da abertura com cerca de uma hora de atraso. Em seguida, outro grupo puxou um coro de apoio a Dilma “Olê olê olê olá, Dilma, Dilma”, mas foi seguido de nova onda de vaias. Antes mesmo da presença da presidente, houve vaias do público em resposta a um grito “Dilma! Dilma”, iniciado por parte da plateia. As informações são da Folha de S. Paulo.

Constrangimento total. A presidente Dilma Rousseff (PT) até tentou abreviar a visita, mas foi recebida com vaias e gritos de “fora Dilma” e “fora PT” no Salão Internacional da Construção em São Paulo. A equipe da presidente chegou a modificar o trajeto da petista na tentativa de afastá-la dos expositores e trabalhadores que estavam no local.No entanto, não conseguiram. Enquanto passeava pelos estandes, Dilma era hostilizada. Em meio às vaias, as pessoas gritavam “PT ladrão!” e “Eu não voto no PT”.

Quando a presidente chegou, apenas trabalhadores e expositores estavam no local, que ainda não havia sido aberto para visitação. Do lado de fora, ouvindo as vaias, visitantes também xingavam a presidente com insultos, como “vagabunda”. Diante da recepção, a presidente fez uma visita de menos de cinco minutos e deixou o local em direção à cerimônia de abertura do evento, quando deve discursar a um público limitado a convidados.