Tag

valor

Browsing

geraldo1-

de Luiz de Carvalho, O Diário de Maringá:

Em fevereiro foram R$ 510 mil e, em março, R$ 277 mil para cidades menores – Prefeitos estão se mobilizando para ir a Brasília cobrar o governo federal.

A queda no valor do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em março, em comparação com fevereiro, deverá ser a tônica da reunião que os prefeitos realizarão amanhã, na Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), em Maringá. Os prefeitos esperavam que os municípios receberiam um FPM comparável ao de fevereiro, a primeira parcela depositada pelo governo federal no dia 10. Mas o valor foi 45,5% menor.

A preocupação se deve ao fato de, historicamente, o FPM é alto nos primeiros meses do ano e sofre queda em julho e agosto. O total repassado em fevereiro deste ano já foi 3% inferior ante o mesmo mês do ano passado e a tendência é que a parcela de março seja de pouco mais da metade de fevereiro. “Desta vez, a queda está acontecendo já em março, não há sinais de melhoria para os próximos meses, e desde já estamos preocupados com a possibilidade de cair ainda mais na virada do primeiro para o segundo semestre”, disse o prefeito de Munhoz de Mello, Geraldo Gomes, o Gera, (PMDB).

onibus curitiba1

A prefeitura de Curitiba acaba de divulgar em seu site os novos valores da tarifa de ônibus em Curitiba. “A partir da zero hora de sexta-feira (6), a tarifa de ônibus em Curitiba passa dos atuais R$ 2,85 para R$ 3,15 para pagamento em cartão-transporte e R$ 3,30 para pagamento em dinheiro”, diz a nota. A prefeitura argumenta que é um reajuste abaixo da inflação.

Confira, aqui, o comunicado.

As ações da Petrobras chegaram a desabar mais de 10% nesta quarta-feira (28), após a estatal ter divulgado balanço não auditado do terceiro trimestre de 2014 sem incluir baixas contábeis relacionadas às denúncias de corrupção da Operação Lava Jato. A estatal viu seu lucro despencar 38% no período, em comparação com o trimestre anterior, de R$ 4,9 bilhões para R$ 3,1 bilhões. Em relação ao terceiro trimestre de 2013, o lucro caiu 9%. As informações são da Folha de S. Paulo.

Novos aumentos na tarifa da energia elétrica são consequência da irresponsabilidade do governo na condução de um setor essencial.

Editorial, Gazeta do Povo:

Preparemo-nos: o preço da energia elétrica vai continuar subindo estratosfericamente durante 2015. O governo da presidente Dilma Rousseff, agora tardiamente empenhado em equilibrar as contas públicas, decidiu não mais subsidiar as tarifas e cancelou o repasse de R$ 9 bilhões que faria este ano para cobrir os rombos provocados pela desorganização do setor elétrico que o próprio governo promoveu há dois anos com o falso, populista e eleitoreiro pretexto de reduzir a conta da luz para os consumidores. Os resultados dessa política não poderiam ser diferentes: vamos todos nós, consumidores, pagar o prejuízo.

Montagem

Benefício existe em 21 unidades da federação e custa R$ 47 milhões ao ano

Levantamento feito pelo GLOBO nas 27 unidades da federação mostra que 157 ex-governadores e ex-primeiras-damas recebem aposentadorias especiais e pensões vitalícias que variam de R$ 10,5 mil a R$ 26,5 mil, o que significa um custo anual aos cofres estaduais de R$ 46,8 milhões. É uma casta formada por 104 ex-governadores e 53 viúvas. Neste mês, Roseana Sarney (PMDB), que governava o Maranhão e renunciou ao cargo, fez o pedido da pensão ao tesouro de seu estado e passará a receber R$ 24 mil, além dos R$ 23 mil que já acumula por ser funcionária aposentada do Senado.

dilma --_

Do Lauro Jardim:

Para usar uma palavra cara a Dilma, é de estarrecer: enquanto as maiores petrolíferas do mundo tiveram um crescimento médio acima de 20% nos últimos quatro anos, a Petrobras desvalorizou-se 80,4% entre dezembro de 2010 e dezembro deste ano.

A ExxonMobil, por exemplo, valia 313 bilhões de dólares; hoje, vale 388 bilhões de dólares – 24% a mais. O crescimento da Chevron foi de 26,2% no período e o da Shell, 17,5%.

Da Gazeta do Povo:

A prefeitura de Curitiba propôs à Câmara Municipal um projeto para fazer a primeira correção real no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) desde 2003. Caso o projeto seja aprovado, o imposto de imóveis edificados em 2015 terá um reajuste de 5%, mais o IPCA acumulado em 2014. Imóveis não edificados teriam correção de 8%, mais IPCA.

arminio-fraga- veja

Do Valor:

Chamado ao debate pela presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, o ex-presidente do Banco Central, Arminio Fraga, escolhido para ser o ministro da Fazenda de um eventual governo Aécio Neves, afirma que tal como proposto pela campanha do PT, tal comparação é “rasteira” e uma tentativa de “fugir do debate”.

O cerne da questão é recuperar a capacidade do país de crescer. “Para os salários continuarem a crescer, para os programas sociais continuarem a crescer, é preciso que a economia cresça”. Para ele, apesar de todos os progressos o Brasil continua a ser um país “tremendamente desigual”.