Tag

veja

Browsing

romario - genebra

Direto de Genebra, na Suíça, o baixinho avisou em suas redes sociais:

“Acabei de descobrir aqui em Genebra, na Suíça, que não sou dono dos R$ 7,5 milhões.

Aguardem mais informações…

Agora, aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas.

Eu não finjo ser decente, não faço de conta ser sério e pareço ser correto. Eu sou!”

Em entrevista exclusiva a jornalista Joice Hasselmann, da TVeja, o governador Beto Richa (PSDB) adianta as medidas tomadas frente à crise econômica nacional, que afeta o Paraná, comenta sobre a greve de 29 dias dos professores estaduais, das dívidas herdadas do governo anterior e reitera que “o melhor estar por vir” no curso deste governo até 2018. Veja a entrevista em duas partes.

Parte 1

Parte 2

capas - veja 15.11..

Por razões operacionais, e em função da nova etapa de investigações da operação Lava Jato, que veio a público nesta sexta-feira, a revista VEJA desde final de semana circula com capas diferentes. A sonda Rosetta ilustra a capa da revista recebida pelos nossos assinantes. A Operação Lava-Jato é a capa dos exemplares de bancas e supermercados. O conteúdo interno é o mesmo nas duas versões.

youssef - petrolao

Da Veja:

O jornal O Globo corrigiu nesta quinta-feira uma nota que criou dúvidas indevidas sobre o depoimento que Alberto Youssef prestou à Polícia Federal e ao Ministério Público em 21 de outubro, em seu processo de delação premiada.

O diário havia afirmado que no dia 22 de outubro, uma quarta-feira, um dos advogados do doleiro pediu para que ele fosse ouvido novamente, para retificar suas declarações. Nessa ocasião, instado pelo defensor, Youssef teria feito a afirmação de que a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, sabiam do bilionário esquema de corrupção na Petrobras. Nesta quinta-feira, depois de ouvir o advogado Antonio Figueiredo Basto, O Globo se retratou. “Não existiu depoimento (de Youssef) na quarta, não existiu retificação, e os advogados não se manifestam”, afirmou Basto ao jornal.

capa - veja 23.10 O ministro do TSE Admar Gonzaga negou nesta sexta-feira (24) um pedido apresentado por Dilma Rousseff (PT) para que fossem retirados do Facebook links e menções à reportagem da revista “Veja” desta semana. Em sua publicação, a revista diz que o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, num de seus depoimentos de delação premiada, alegou que Dilma e o ex-presidente Lula tinham conhecimento do esquema de corrupção na Petrobras.

Para o ministro, o pedido da coligação de Dilma não é cabível, uma vez que se baseou num dispositivo legal que só valerá para as eleições do ano que vem. Na peça, os advogados do PT dizem que “Veja” antecipou sua edição com o objetivo de “agredir” a imagem de Dilma e “afetar a lisura do processo eleitoral”.

lula e dilma

Do Globo:

Em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público em Curitiba, segundo a revista “Veja”, o doleiro Alberto Youssef teria dito que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “sabiam de tudo” sobre o esquema de corrupção na Petrobras. Ainda conforme a revista, que antecipou, nesta quinta-feira à noite, trecho da reportagem a ser divulgada nesta sexta-feira na íntegra, a revelação teria sido feita por Youssef na última terça-feira.

Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro teria afirmado:

— O Planalto sabia de tudo!

Perguntado pelo delegado que colhia o depoimento a quem ele se referia, Youssef teria respondido:

— Lula e Dilma.

Radar, Veja:

O deputado Andre Vargas anda feliz da vida. Primeiro figurão da política a eclodir do escândalo relacionado ao doleiro Alberto Youssef, o parlamentar estava na iminência de perder o mandato. A cassação era dada como certa, até que surgiram o ex-diretor Paulo Roberto Costa, a delação premiada e a lista dos envolvidos com os milionários desvios da Petrobras.

Perto dos nomes que apareceram, o ex-petista Vargas se considera um peixinho entre tubarões. Ele aposta que vai concluir o mandato sem ser admoestado e já voltou a viajar de avião de carreira, o que evitava com medo de ser hostilizado pelos passageiros.

De Fernando Tupan, Bem Paraná:

André-Vargas-e-Gleisi-Hoffmann

Na revista Veja, uma nova denúncia sobre o deputado André Vargas (ex-PT), coordenador da campanha da petista Gleisi Hoffmann. A denúncia é desdobramento da Operação Lava Jato da Polícia Federal e, desta vez, envolve uma empresa do estado.

Vargas, segundo a revista, teria lavado R$ 2,4 milhões para o doleiro Alberto Youssef usando a empresa paranaense, a IT7 Sistemas. A viagem de jatinho para o Nordeste, que deu início ao processo de cassação do mandato do deputado, seria uma recompensa por esse “serviço”, segundo revela a ex-contadora de Youssef, Meire Poza.