Tag

verba

Browsing

renato janine1

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou nesta segunda-­feira, 4, que estão esgotados os recursos disponíveis para novos contratos do Fies neste semestre. As inscrições para a etapa atual foram encerradas na quinta-­feira e, apesar de decisão da Justiça, não devem ser reabertas. De acordo com o ministro, uma nova edição do programa no segundo semestre não é certa e ainda vai depender da capacidade orçamentária da União. As informações são do Estadão.

ducci - mec

A Câmara dos Deputados já aprovou requerimento, de autoria de Luciano Ducci (PSB-PR), pedindo explicações do ministro Cid Gomes (Educação) devido ao atraso de pagamento à faculdades privadas com alunos no Fies, programa de financiamento universitário. A queixa é de que o último pagamento, previsto para fevereiro, não foi feito. Com dificuldades orçamentárias, o MEC já falhou em outros compromissos financeiros em 2015. Com informações do Estadão.

unnamed

“O país vive uma crise e o governo do Paraná dá exemplo ao adotar com rapidez medidas saneadoras”

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), afirma que as medidas propostas pelo Governo do Estado para cortar gastos e aumentar a arrecadação são fundamentais para o equilíbrio das contas públicas, além de assegurar a execução de obras e programas de governo. As propostas serão votadas já nesta segunda-feira, 9, pelos deputados.

O Governo do Paraná deposita hoje (terça-feira, 3), a primeira parcela da cota do fundo rotativo das escolas estaduais. São R$ 4,2 milhões na conta das escolas para compra de materiais de consumo, como produtos de limpeza, lâmpadas e material de expediente. Com o dinheiro os diretores poderão fazer os últimos ajustes para a volta às aulas, que acontece no dia 9 de fevereiro. No ano passado foram liberados R$ 52 milhões do fundo rotativo. Os recursos são usados para a manutenção e outras despesas relacionadas às escolas.

ratinho jr obras

O deputado Ratinho Jr (PSC), secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, disse nesta quinta-feira (8) ao jornal Bem Paraná que sua pasta não depende de recursos do caixa geral do Tesouro do Estado para tocar seus projetos, que são financiados por organismos nacionais e internacionais, através da Agência de Fomento. “Temos R$ 400 milhões para este ano, o que é bastante dinheiro”, adianta. Os projetos da Sedu e da Paranacidade financiam obras e equipamentos às prefeituras e cidades paranaenses.