Tag

vereador

Browsing

Fernando Tupan

O empresário Afonso Rangel será o candidato a prefeito pelo PRP em Curitiba. Rangel é pro-reitor da Universidade Tuiuti e ex-piloto de Stockcar e Turismo. Em 2012 disputou a vereança pelo PTB e obteve 937 votos. A chapa de vereadores será completa e o partido espera fazer duas cadeiras no legislativo. O último parlamentar da legenda foi Caíque Ferrante, entre 2009 a 2012. A pulverização de candidaturas irá diminuir o tempo de televisão e rádio no horário eleitoral gratuito do prefeito Gustavo Fruet (PDT) que até o momento só tem apoio do PV e do PTB, partidos sem densidade de deputados federais.

tadeu_veneri

Para quem precisa de 30 mil votos para eleger um vereador em Curitiba, segundo cálculos do coeficiente eleitoral, o PT caminha célere para a morte anunciada. Até agora, apenas 12 petistas se inscreveram como pré-candidatos a vereador. O duro que segundo militantes históricos, a candidatura do deputado Tadeu Veneri não empolga, muitos desistiram, e a grande maioria dos que mantém a candidatura, não consegue fazer 500 votos. É para fechar a cortina, apagar a luz e acabar com o espetáculo.

(foto: arquivo/google)

petruzziello - cmc

Bem Paraná

O vereador Pier Petruzziello (PTB) demonstrou irritação com alguns projetos apresentados pelos seus colegas nos últimos dias que segundo ele, servem apenas para chamar a atenção e acabam minando a credibilidade do legislativo. “Alguns projetos na Câmara de Curitiba, desmoralizam, não somam, nos ridicularizam perante a sociedade. Peço desculpa por alguns idiotas”, escreveu ele no twitter, sem dar nomes ou apontar quais propostas teriam lhe incomodado. Coincidência ou não, a crítica foi feita um dia depois de divulgado projeto do vereador José Carlos Chicarelli (PSDC), que prevê que toda placa de inauguração de obras públicas em Curitiba contenha a expressão “Deus seja louvado”.

Jorge-Bernardi4 - cmc

por Aroldo Murá

Jorge Bernardi está no quinto mandato de vereador em Curitiba. É ficha limpíssima.

Coerente, colocou sempre a cidade e sua população na linha frente de suas propostas, depois de 28 anos no PDT, do qual se desligou para entrar agora na Rede, de Marina Silva. É um dos primeiros paranaenses a aderir à sigla da sustentabilidade.

Nesta entrevista a seguir, ele faz pesadas críticas à Prefeitura, fala de “caixa preta” da administração municipal, que condena também por estar mantendo 300 cargos na Secretaria de Governo preenchidos para atender exclusivamente a políticos. Alerta para o que chama de crescente endividamento da cidade.

stica -cmc

O PT está se descolando do prefeito Gustavo Fruet (PDT) em Curitiba. Contrariando Fruet, o vereador Jonny Stica (PT) apresentou emendas ao novo Plano Diretor para proibir a implantação de sistemas de controle de tráfego de automóveis como o pedágio urbano e o rodízio de placas. As propostas são avaliadas pela equipe de Fruet, que elaborou o plano diretor, como parte das soluções ao caótico trânsito no centro da capital, inspirada no pedágio implantado em Londres, capital da Inglaterra.

No Bem Paraná, Stica disse que os dois mecanismos são protelatórios e ineficazes e, por não trazerem avanços para a mobilidade urbana, devem ser descartados. Em relação a uma possível cobrança pelo trânsito no perímetro urbano, o petista também é contrário. “A população está sobrecarregada com a alta carga tributária e já paga impostos que custeiam o transporte público e a manutenção das vias públicas”.

vereador jota silva2

Vem de Campinas a notícia de um projeto inusitado. O vereador Jota Silva, do PSB, propôs na Câmara do município a criação do “Dia do Gol da Alemanha”. De acordo com Silva, não se trata de comemorar a data, mas de usar a oportunidade, anualmente, para a realização de debates e atividades sobre aquela que, para o vereador, foi a maior tragédia do futebol brasileiro.

“Usei este título como apelo para criar um dia para lembrar. Não é piada. A gente lembra as grandes tragédias mundiais para mudar. Para o povo brasileiro, que tem o futebol como uma das suas grandes paixões, esse dia é uma grande tragédia”, argumenta.

Informa o UOL que, apesar de residir em Campinas, o vereador Jota Silva torce para o Atlético Paranaense. Se a lei for aprovada na Casa, Silva promete fazer a sua parte e organizar debates todos os dias 8 de julho na Câmara Municipal de Campinas.

foto marcellocasal- agencia brasil
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

brunopessuti1

A determinação do TCE para que a Urbs reveja 14 itens da planilha do transporte coletivo de Curitiba foi destaque ontem na sessão da Câmara de Vereadores de Curitiba. Na opinião do vereador Bruno Pessuti (PSC), a decisão confirma os resultados apurados pela CPI do Transporte Coletivo realizada entre junho e novembro de 2013. Pessuti foi o relator da comissão. Com informações do Bem Paraná.

chico do uberaba222_

Em nota enviada ao Blog, o vereador Chico do Uberaba esclareceu sua declaração polêmica sobre o salário que recebe para ser vereador em Curitiba (relembre aqui). De acordo a fala do vereador durante a sessão de terça-feira (19) na Câmara, ele estaria “Pagando para trabalhar”, pois o salário que recebe não seria o suficiente para exercer o ofício.

Veja, a seguir, a nota de esclarecimento.

chico do uberaba22222

Chico do Uberaba (PMN) reclamou durante sessão na tarde de terça (19). Vereadores também têm direito a carro e 200 litros de gasolina mensais.

do G1 PR:

O vereador Chico do Uberaba (PMN) disse em uma sessão na Câmara de Municipal de Curitiba, na tarde de terça-feira (19), que está descontente com a falta de benefícios oferecida aos vereadores da capital. Durante sua fala, o parlamentar disse ainda que não entende porque os políticos da Casa não recebem 13º salário e disse que atualmente eles estão pagando para trabalhar.

Assista ao vídeo aqui.

De acordo com o portal da transparência da Câmara, Chico do Uberaba e os outros 37 vereadores da Casa recebem salário de R$ 15.156,70, além de benefícios como selos para correspondência, possibilidade de contratar sete funcionários e dois estagiários, e carro com 200 litros de gasolina mensais.

j bernardi

O vereador Jorge Bernardi (PDT), do mesmo partido do prefeito Gustavo Fruet, apresenta na segunda-feira (9) requerimento pela extinção de 306 cargos comissionados da prefeitura de Curitiba. Bernardi disse que os cargos são um “trem da alegria” criado para abarcar aliados políticos. Nas suas contas, o corte resulta em uma economia de R$ 20 milhões.

O vice-líder do prefeito, Jonny Stica (PT), questionou Bernardi sobre os motivos da “oposição sistemática a Fruet”. “Como funciona o PDT?”, perguntou Stica. O pedetista negou. “Somente os vereadores Jairo Marcelino (PSD) e Tito Zeglin (PDT) já me viram fazer oposição sistemática na na época em Requião era prefeito. Chegamos a pedir o impeachment dele”, lembrou Bernardi. O pedetista passou para a oposição desde a eleição para a presidência do legislativo no final do ano.